Cia do Tijolo

Cia do Tijolo promove exibição gratuita do filme “Tá tudo treta e a poesia rege” no Teatro de Contêiner

Na próxima sexta-feira, o documentário “Tá tudo treta e a poesia rege” da Cia do Tijolo terá exibição gratuita no Teatro de Contêiner Mungunzá, que fica no bairro Santa Ifigênia, em São Paulo.

No dia 18 de março de 2022 (sexta-feira), às 20h30, com entrada gratuita, a Cia do Tijolo, promove uma sessão de exibição do filme “Tá tudo treta e a poesia rege”, no Teatro de Contêiner Mungunzá, que fica na Rua dos Gusmões, 43, Santa Ifigênia, São Paulo-SP. 

O filme “Tá tudo treta e a poesia rege” é um vídeo manifesto criado em 2020, durante a pandemia, como uma espécie de depoimento da Cia do Tijolo sobre os dias atuais, sobre a vida presente e sobre os homens e mulheres que habitam esse momento complexo da história humana.

Cia do Tijolo

“O atual documentário produzido pela Cia do Tijolo, foi originalmente pensado como um musical inédito,  celebrando a poesia como veículo de emancipação humana. Ao ser interrompido no justo momento em que a Peste se instaura na cidade, trata das potências e também dos limites das artes em tempos em que a morte assume o protagonismo da História. O vídeo, assim como nosso momento atual, permanece inacabado, refletindo a imprevisibilidade do amanhã”, explica o grupo.

A exibição será conduzida pela equipe técnica da Cia do Tijolo, formada por Flávio Barollo (coordenador técnico audiovisual), Leandro Simões (técnico de som), Fábio Viana (design gráfico), Suelen Garcez (coordenadora de produção) e Lucas Vedovoto (assistente de produção)

Cia do Tijolo

Primeira ação presencial do projeto “A Cabeça Pensa onde os Pés Pisam – celebrando Paulo Freire no seu centenário” contemplado na 37ª  Edição do Programa de Fomento ao Teatro para a Cidade de São Paulo, o evento seguirá todos os protocolos de segurança recomendados pela Organização Mundial de Saúde para a não propagação da COVID-19.

Sobre a Cia do Tijolo

A Cia do Tijolo nasceu do desejo de fazer um espetáculo a partir da obra de Patativa do Assaré. Assim foi criado o espetáculo “Concerto de Ispinho e Fulô”. Outro poeta, Federico Garcia Lorca, inspirou seu segundo espetáculo “Cantata para um Bastidor de Utopias” e o educador Paulo Freire inspirou a terceira criação do grupo: “Ledores no Breu”. O último espetáculo “O Avesso do Claustro”, convida o público para um encontro com uma das figuras mais importantes da história brasileira do século XX, Dom Helder Câmara, o bispo vermelho.

Com seus espetáculos a Cia do Tijolo recebeu indicações em importantes premiações, foi três vezes vencedora do Prêmio Shell, duas vezes vencedora do Prêmio Cooperativa Paulista de Teatro e duas vezes indicada ao Prêmio Governador do Estado de São Paulo.

Mais informações: www.facebook.com/ciadotijolo e www.instagram.com/ciadotijolo

Deixe seu Comentário