Como Se Tornar um Tirano

Como Se Tornar um Tirano – O passo a passo do nascimento de um monstro

Documentário que compartilha todas as formas de conquistar o poder

Como se tornar um tirano (How to Become a Tyrant, no original) é o tipo de documentário que você acaba tropeçando, ao passear pelo imenso catálogo da Netflix. Através de muito sarcasmo, os episódios mostram todos os passos para conquistar o poder, seja pelo medo ou amor do povo, utilizando-se dos tiranos mais famosos da história da humanidade como exemplos a serem, ou não, seguidos.

Você provavelmente leu a palavra “documentário” e já associou a uma chatice com um monte de doutores disso e daquilo contando a história de alguém durante 3 horas. Isso acontece aqui também, mas o diferencial é o tom do documentário e o comprimento.

Cada episódio tem, no máximo, 30 minutos de duração, sendo tratado como um capítulo do manual que você precisa conhecer, se quiser alcançar o poder, como se todos os grandes tiranos da humanidade tivessem seguido seus passos. Toda narração ficou por conta de Peter Dinklage (ator que interpretou Tyrion Lannister em Game of Thrones), com comentários de Waller Newell (professor de filosofia e ciência política da Universidade de Carleton, em Ottawa/Canadá).

Cada capítulo nos traz uma figura muito famosa da história e nos conta toda a estratégia de ascensão dessa figura: desde seu começo simples, a conquista de tudo e, na grande maioria, a perda do poder, mostrando onde essa pessoa errou, de forma que você não cometa os mesmos erros quando for instaurar a sua ditadura, claramente.

Figuras históricas abordadas (os títulos dos episódios dão uma ideia do que será abordado):

  • Episódio 1 “Tome o poder” – Adolf Hitler
  • Episódio 2 “Acabe com os rivais” – Saddam Hussein
  • Episódio 3 “Reine pelo terror” – Idi Amin
  • Episódio 4 “Controle a verdade” – Josef Stalin
  • Episódio 5 “Crie uma nova sociedade” – Muammar Gaddafi
  • Episódio 6 “Governe para sempre” – Dinastia Kim da Coréia do Norte

Além de fatos históricos apresentados em formato de fácil compreensão, ainda contamos com algumas curiosidades sobre os figurões. Lembrando que “ascender ao trono” é difícil, como mostra o manual, mas, muito mais complexo é permanecer com a coroa, visto que, como ditador, suas ações extremas acabarão chamando atenção de outras nações, eventualmente. Até seu próprio povo, aqueles que eram fiéis a você, vão começar a ver o verdadeiro monstro por trás da máscara, o que só piorará sua imagem.

Alguns fatos contados são tão absurdos que você fica descrente, “não é possível que isso aconteceu”. Mas, acredite, tudo que está sendo relatado aconteceu, desde a manipulação midiática por mentiras, até a criação de um sistema de ensino para as crianças, onde elas só aprendiam sobre o líder, sem acesso a outros materiais, sem geografia e história, para não terem noção de mundo. É algo assustador, ainda que faça sentido você moldar as mentes mais jovens para pensar igual aos seus ideais.

Como se tornar um tirano conta com uma temporada, de apenas 6 episódios, disponíveis na Netflix, inclusive com dublagem em português. É um documentário voltado para jovens, eu diria, mas que agrada a todos os públicos. Uma ótima forma de conhecer um pouco mais sobre alguns dos piores governos da história e nos faz refletir e ansiar por uma segunda temporada, agora se aprofundando em outros tiranos como Mussolini, Fidel Castro, Mao Tse-tung e por aí vai…

Por: Letícia Vargas


LEIA TAMBÉM: “This is us”: confira momentos marcantes da série


Siga @Nerdrecomenda nas redes Sociais

Facebook Instragram Twitter

Deixe seu Comentário

%d blogueiros gostam disto: