Duna Shopping Eldorado

“Duna”: entenda o que está por trás das indicações ao Bafta e ao Oscar 2022

O longa aparece em pelo menos 10 categorias nas duas prestigiadas premiações cinematográficas

Duna” foi um dos grandes lançamentos de 2021. O filme, dirigido por Denis Villeneuve, tem roteiro adaptado de uma das grandes obras literárias do gênero sci-fi, o livro “Duna“, escrito por Frank Herbert e considerado um grande marco no universo nerd da literatura.

O longa, que estreou em outubro no cinema e em novembro nas plataformas digitais, alcançou a marca de 83% no Rotten Tomatoes e ganhou nota 8,1 no IMDb, estando em 17° lugar entre os filmes mais populares do momento. Com todo esse prestígio, não é à toa que “Duna” iria garantir seu lugar nas principais premiações do mercado cinematográfico esse ano.

O filme acumulou nada mais, nada menos que 11 indicações ao BAFTA, o prêmio da Academia Britânica de Filmes e Televisão, e 10 indicações ao Oscar, um dos maiores e mais prestigiados prêmios da comunidade do cinema. Todas as categorias giram em torno da produção do filme – como trilha sonora, edição, figurino e som – itens que “Duna” apresentou com muito prestígio graças a alguns dos melhores profissionais do mercado. Confira abaixo um pouco mais sobre cada uma dessas indicações.

Melhor filme: indicado ao BAFTA e ao Oscar

O filme de Villeneuve conseguiu concentrar 265 páginas da primeira parte do livro em 2 horas e 35 minutos de filme. Além de apresentar todo o contexto da história de “Duna“, o longa também conta com muitas cenas de ação e um desfecho que embala o fã para a continuação.

Melhor roteiro adaptado: indicado ao BAFTA e ao Oscar

O roteiro de “Duna” ficou nas mãos de Denis Villeneuve, Jon Spaihts, que também roteirizou “Doutor Estranho” e “Passageiros“, e Eric Roth, roteirista de “Forrest Gump – O Contador de Histórias” e “O Curioso Caso de Bejamin Button“.

Duna
Melhor elenco: indicado ao BAFTA

A seleção do elenco foi obra de Jina Jay, que também trabalhou como diretora de elenco em “Black Mirror“, e Francine Maisler, diretora de elenco de “O Regresso” e “Birdman“. “Duna” conta com grandes nomes do cinema, como Timothée Chalamet, Rebecca Ferguson, Oscar Isaac, Jason Momoa, Javier Bardem, Zendaya, dentre outros.

Melhor trilha sonora: indicado ao BAFTA e ao Oscar

Hans Zimmer é um dos nomes mais famosos quando o assunto é trilha sonora em Hollywood. Entre seus principais trabalhos, podemos destacar “Gladiador“, “A Origem“, “Dunkirk“, “Mulher-Maravilha 1984” e, é claro, “Duna“. Ao ser abordado pelo diretor Villeneuve, Zimmer ficou muito empolgado com o projeto por ser baseado em um de seus livros preferidos. As músicas, todas originais de Zimmer, envolvem a cena criando uma experiência completa de imersão. Quem não ficou com o coração na mão quando o verme estava se aproximando das naves dos Atreides ou ficou arrepiado ao assistir os sonhos de Paul?

Melhor fotografia: indicado ao BAFTA e ao Oscar

Greig Fraser foi o diretor de fotografia responsável por qualidades visuais das cenas de “Duna“, criando cenas e enquadramentos que refletissem o que estava no roteiro. Ele também foi responsável pela direção de fotografia de “Rogue One: Uma História Star Wars” e “The Batman“, próximo filme do herói que estreia ainda esse ano.

Duna
Foto: divulgação
Melhor edição: indicado ao BAFTA e ao Oscar

Joe Walker foi quem juntou cada peça de “Duna” em 2 horas e 35 minutos de ação e emoção. Ele também trabalhou em “12 Anos de Escravidão” e “A Chegada“.

Melhor design de produção: indicado ao BAFTA e ao Oscar

Patrice Vermette já trabalhou como designer de produção em vários filmes, entre eles “A Chegada” e agora “Duna“, levando uma indicação aos prêmios ao lado de Zsuzsanna Sipos, que também faz parte do setor de arte de grandes sucessos como a série “Penny Dreadful“.

Melhor figurino: indicado ao BAFTA e ao Oscar

Os figurinos de “Duna” impressionam e encheram os olhos dos espectadores. Os belos vestidos cerimoniais de Lady Jessica e os trajestiladores dos Fremen foram pensados com muito cuidado pela equipe de figurino dirigida por Robert Morgan – que também participou do time de figurino de “Batman vs. Superman: A Origem da Justiça” e “Malévola” – e Jacqueline West, design de “O Regresso” e “Argo“.

Duna
Imagem: Divulgação/ Warner Bros. Home Entertainment
Melhor cabelo e maquiagem: indicado ao BAFTA e ao Oscar

O time de cabelo e maquiagem do filme é composto por 32 profissionais, incluindo maquiadores, cabelereiros e os artistas de próteses. Por mais que grande parte dos personagens seja “humano”, muitos têm uma aparência extraterrestre ou foram transformados pela grande quantidade de ingestão de melange. Só o barão Harkonnen tem, pelo menos, 5 profissionais de prótese para trabalhar nele.

Melhor som: indicado ao BAFTA e ao Oscar

O departamento de som conta com 42 profissionais dedicados a deixar cada som e cada detalhe audível o mais perfeito possível, completando as cenas e mixando o som ao longo do filme.

Melhores efeitos especiais: indicado ao BAFTA e ao Oscar

Merecido, né? Não dá para alugar um verme da areia para uma diária completa nos estúdios. E você sabe o quanto é difícil arrumar uma nave Harkonnen por aí? O diretor de arte dos efeitos especiais foi Marc Bitz, que trabalhou também com a Trilogia “Jogos Vorazes“, mas a equipe formada por diversos profissionais de várias áreas tinha pelo menos 34 colaboradores.

Duna
Imagem: Warner Bros. Home Entertainment
“Duna”: um futuro distópico

Duna” se passa em um futuro distópico onde o duque Leto Atreides passa a administrar o planeta desértico Arrakis depois da deposição da casa Harkonnen, que estava localizada no posto de comando do planeta. No local, também conhecido como Duna, existe uma substância chamada “melange”, usada para estender a vida humana, chegar a velocidade da luz e garantir poderes sobrehumanos.

Ao lado do filho, Paul Atreides – um jovem brilhante e talentoso que nasceu para ter um grande destino – e a sua concubina Lady Jessica, Leto chega à Duna para garantir o futuro de sua família, seu povo e da extração de “melange”. Porém, uma traição amarga faz com que Paul e Jessica fujam para os Fremen, povo nativos de Arrakis que vivem nos cantos mais longes do deserto.


Leia Também: O Livro de Boba Fett: Tudo o que aconteceu durante a 1º temporada


Siga @Nerdrecomenda nas redes Sociais

Facebook Instagram Twitter

Deixe seu Comentário