Nossos Ossos

Nossos Ossos reestreia dia 15 de janeiro e tem como cenário o submundo da noite paulista

O espetáculo conta a saga do dramaturgo premiado Heleno para fazer as honras fúnebres a um garoto de programa, Cícero, brutalmente assassinado nas ruas de São Paulo

A Cia da Revista estreia o primeiro espetáculo do projeto Conexão São Paulo —> Pernambuco, trilogia de peças dirigidas por Kleber Montanheiro. Nossos Ossos, do romance homônimo de Marcelino Freire, volta em cartaz dia 15 de janeiro no Espaço Cia da Revista.

No elenco, estão os atores: Vitor Vieira, Aivan, Evas Carretero, Demian Pinto, João Victor Silva e Cezar Rocafi. 

A segunda peça Tatuagem, versão teatral do filme de Hilton Lacerda, chega em 2022. O terceiro espetáculo será a peça comemorativa de 25 anos da Cia, ainda em definição, no segundo semestre de 2022. 

Nossos Ossos
Nossos Ossos / Divulgação

Em Nossos Ossos, a Cia partiu do primeiro romance do premiado autor pernambucano radicado em São Paulo Marcelino Freire para a construção do espetáculo, a partir de linguagens múltiplas, como a música (em forma de texto cantado), cenas visuais que contam a história potencializando o discurso da fala, o teatro gestual como dramaturgia do corpo, e assim por diante. A peça tem dramaturgia de Daniel Veiga (paulistano) e música original de Isabela Moraes (pernambucana). Os figurinos levam assinatura de Marcos Valadão, luz de Gabriele Souza, direção musical e arranjos de Marco França

A história acompanha a saga do dramaturgo premiado Heleno para fazer as honras fúnebres a um garoto de programa, Cícero, brutalmente assassinado nas ruas de São Paulo. 

Sinopse

Tendo como cenário o submundo da noite de São Paulo, “Nossos ossos” é uma fábula visceral sobre a proximidade entre o amor e a morte: cada capítulo é associado a uma parte do esqueleto humano. O protagonista é Heleno, dramaturgo que resgata no necrotério o corpo de um michê e se impõe a missão de levá-lo até Poço do Boi, em Pernambuco. Durante os preparativos para a estranha aventura, ele relembra a própria história, da infância mirrada e pobre no sertão ao sucesso na metrópole paulistana. Na prosa poética de Marcelino Freire, uma fábula macabra sobre a proximidade entre amor e morte.

Ficha técnica:

Do romance de Marcelino Freire. Adaptação: Daniel Veiga. Direção e cenografia: Kleber Montanheiro. Figurinos: Marcos Valadão. Desenho de luz: Gabriele Souza. Direção Musical e arranjos: Marco França. Músicas Originais: Isabela Moraes. Assistente de Direção: Gabrielle Britto. Elenco: Vitor Vieira, Aivan, Evas Carretero, Demian Pinto, João Victor Silva e Edu Rosa. Costureira: Salomé Abdala. Máscara: Franklin Almeida. Direção de Cenotecnia: Evas Carretero. Serralheiro: Airton Lemos. Assistente de Cenografia: Thais Boneville. Microfonista: Eder Sousa. Fotos: Cleber Correa. Visagismo: Louise Helène. Produção: MoviCena Produções. Assessoria de Imprensa: Pombo Correio

Serviço:

Temporada: De 15/01 a 06/02

Duração: 70 minutos

Faixa etária: a partir de 14 anos

Lotação: 84 lugares

Entrada: mediante apresentação de carteirinha com pelo menos 1 dose. 

Valor dos Ingressos 40,00 inteira e 20,00 meia 

Pelo Sympla (https://www.sympla.com.br/espetaculo-nossos-ossos—cia-da-revista__1370478)

Quando: Sábados às 21h30 e domingos às 19h.


Leia também: Thiago Ventura desembarca no teatro Opus Frei Caneca para apresentações de seu novo show Modo Efetivo


Siga @Nerdrecomenda nas redes Sociais

Facebook Instragram Twitter

0 comentários

Deixe seu Comentário

%d blogueiros gostam disto: