Beco

Conheça o elenco de “O Beco do Pesadelo”, nova produção da Searchlight Pictures

O longa estreia dia 27 de janeiro nos cinemas e conta com grandes nomes no elenco como: Bradley Cooper, Cate Blanchett, Rooney Mara, Toni Collette, Willem Dafoe, entre diversas outras estrelas. Confira abaixo mais detalhes da produção e seus personagens

Dirigido pelo vencedor do Oscar ® Guillermo del Toro, o novo filme da Searchlight Pictures estreia dia 27 de janeiro nos cinemas. O Beco do Pesadelo se passa na década de 40 dos Estados Unidos e conta sobre Stanton Carlisle (Bradley Cooper), um homem ambicioso que aprende sobre truques de telepatia com um casal (Toni Collete e David Strathairn) em um parque de diversão itinerante. Neste parque, Stanton conhece Molly (Rooney Mara) e se apaixona por ela.

Juntos, eles partem para uma vida mais luxuosa onde irão enganar a elite de Nova York com os truques aprendidos. Em um de seus shows, Stanton conhece Lilith Ritter (Cate Blanchett), uma psiquiatra que o convence a se unir a ela para enganar pacientes e obter dinheiro deles. O que Stanton não imagina é que essa união ambiciosa causará problemas inimagináveis.

Repleto de estrelas de Hollywood, confira abaixo mais informações sobre o elenco e os personagens presentes em O Beco do Pesadelo:

BRADLEY COOPER COMO STANTON CARLISLE

Beco
O Beco do Pesadelo – Bradley Cooper / Divulgação

Bradley Cooper é um ator, cineasta e produtor estadunidense de 47 anos. Começou sua carreira em 1999 na série Sex and the City e já estrelou diversas produções de sucesso, tais como: Nasce uma Estrela (2018); O Lado Bom da Vida (2012); Sniper Americano (2014); Se Beber, Não Case (2009), entre muitos outros. Oito vezes indicado ao Oscar® em diversas categorias, Cooper atua como protagonista e produtor de O Beco do Pesadelotornando-se próximo do diretor Guillermo del Toro e do produtor J. Miles Dale.

“Criamos todos os elementos ao redor de Cooper como seria feito com uma estrela do cinema na década de 1930 – o corte de cabelo, os figurinos, a iluminação, tudo foi feito sob medida para Bradley”, diz del Toro. “O que Bradley traz é muito comovente. Ele tem toda a bondade, a beleza física e uma elegância inata para mostrar o que Stanton poderia ser, mas, ao mesmo tempo, ele tem a habilidade de criar um personagem que apresenta um lado sombrio”.

Sobre o personagem principal, Staton Carlisle, del Toro o descreveu como “um homem machucado que aprendeu a mentir para conseguir as reações que quer das pessoas”. Segundo o diretor, Stanton Carlisle sempre está tentando não mostrar seu verdadeiro eu, sendo um personagem mercurial que se transforma de acordo com as circunstâncias.

CATE BLANCHETT COMO LILITH RITTLER

Beco
O Beco do Pesadelo – Cate Blanchett / Divulgação

Cate Blanchett, duas vezes vencedora do Oscar® e uma das atrizes contemporâneas com maior diversidade em seus papéis, interpretando vários ícones da vida real, como Katharine Hepburn, Rainha Elizabeth e até Bob Dylan. Ela estrelou em Carol (2015), Blue Jasmine (2013), Elizabeth: A Era de Ouro (1998), Notas Sobre um Escândalo (2006), Não Estou Lá (2007) e O Aviador (2004), entre muitos outros.

Em O Beco Do Pesadelo, Blanchett surpreende com suas habilidades ao canalizar uma clássica energia femme fatale em sua personagem. A Dra. Lilith Ritter é uma afiada psicanalista freudiana, que avalia Stanton rapidamente como um homem com uma psique ferida, mas também como alguém muito perigoso que ela sabe como superar e derrubá-lo. “O choque de Stanton e Lilith é épico”, diz del Toro. “Ver Cate e Bradley trabalhando juntos como dois manipuladores igualmente brilhantes é presenciar um duelo de titãs”.

Blanchett queria interpretar Lilith como um enigma que Stanton não consegue resolver, apesar de seus estudos sobre a natureza humana. “Tanto Guillermo como eu queríamos que Lilith fosse incognoscível e misteriosa. Ao mesmo tempo, Guillermo estava procurando por aqueles pequenos buracos por onde você pode ver através das muitas camadas de Lilith até o que está por baixo – tanto física como psicologicamente”, conta a atriz.

ROONEY MARA COMO MOLLY CAHILL

Beco
O Beco do Pesadelo – Rooney Mara / Divulgação

Molly é uma bela artista do parque que tem um número como Elektra, “a moça que consegue absorver qualquer quantidade de voltagem”. Interpretando a personagem está Rooney Mara, duas vezes indicada ao Oscar®, por Millennium – Os Homens Que Não Amavam as Mulheres (2011) e Carol (2015), filme no qual ela atuou junto de Cate Blanchett.

Embora seja uma pessoa que não se abala com a opinião dos outros e que tem a resiliência de uma jovem que foi criada no mundo carnavalesco itinerante, Molly ganha a atenção de Stanton devido seu afeto e personalidade esperançosa. É ela quem acredita que ele pode ser uma pessoa grandiosa. Essa sua fé é o suficiente para deixar a comunidade que ela ama e seguir junto com Stanton rumo à fama.

“De certa forma, Molly é a consciência do filme. Ela se esforça muito para manter Stan no caminho certo”, diz Dale. “Guillermo sempre acreditou que atores podem se expressar com seus olhos, e Rooney tem esta habilidade. Ela traz para Molly uma inocência, mas também uma força crescente à medida que ela também cresce. Além disso, a personagem faz o contraste moral com Stanton, como leal, espiritual e humana”.

TONI COLLETTE COMO ZEENA ‘A VIDENTE’ KRUMBEIN

Beco
O Beco do Pesadelo – Toni Collette / Divulgação

Quando Stanton chega ao parque, seu primeiro relacionamento real é com Zeena, uma veterana e especialista em leitura de tarô com um popular número de clarividência. A personagem é interpretada pela indicada ao Oscar® Toni Collette, de Hereditário (2018) e Entre Facas e Segredos (2019).

Zeena conhece as regras melhor do que ninguém. Casada com seu adorável e brilhante ex-colega de ato (David Strathairn como Pete), agora um alcoólatra, ela é atraída por Stanton, mas sente que ele está indo em direção a um caminho difícil. “Toni foi a única pessoa de quem falamos para interpretar Zeena”, diz Dale. “Stan entra na vida de Zeena e basicamente se aproveita dela para chegar até Pete e aprender seu número. Então, assim que pode, ele a abandona para ficar com Molly”.

Collette e del Toro conversaram sobre levar o papel em direções inesperadas. Zeena pode não ter verdadeiramente o dom da clarividência, mas ela tem instintos muito bem afiados sobre as pessoas, e ela não tolera idiotas. A atriz conta: “Existem certas conotações que muitas vezes acompanham o ‘ser vidente’ e eu amo fazer algo que vá contra elas. Esta foi a orientação que Guillermo me deu”.

Quanto ao porquê de Zeena se tornar mais vulnerável do que o normal quando está com Stanton, Collette diz: “Ela é o tipo de pessoa que está constantemente querendo curar, ajudar e consertar. E também acho que ela foi pega de surpresa por ele… ela é uma pessoa intuitiva, mas ele é tão bom que, no início, consegue passar despercebido”. Em relação a del Toro, ela diz: “A maior surpresa para mim é o quão incrivelmente entusiasmado ele é. Honestamente, ele é uma alma tão generosa. No final das tomadas que ele ama, Guillermo apenas fica sentado aplaudindo. É como se ele fosse um público de uma só pessoa”.

WILLEM DAFOE COMO CLEM HOATLEY, O ORADOR DO PARQUE

Beco
O Beco do Pesadelo – Willem Dafoe / Divulgação

O administrador do parque, Clem, também é um carnavalesco das antigas com uma rigidez intimidante, mas disposto a dar uma chance a qualquer um. Impossível de não ser notado, Clem é um dos personagens mais importantes do parque – e um dos mais imprevisíveis.

O homem que acolhe Stanton quando ele está em seu maior desespero é interpretado por Willem Dafoe, ator quatro vezes indicado ao Oscar® pelos filmes No Portal da Eternidade (2018), Projeto Flórida (2017), A Sombra do Vampiro (2000) e Platoon (1986).

Um fã de longa data de Del Toro, Dafoe foi atraído pela chance de ser o empresário do parque itinerante. “Eu amo este mundo. É tão teatral, cheio de cores e drama, e é um material perfeito para um filme”, diz. O ator também ficou intrigado com as sombras de Clem, um homem que é simultaneamente insensível e inabalavelmente leal com os seus. “Nele também há um pouco de um homem vigarista, ele quer ganhar dinheiro. Mas há um lado meigo, o qual ele se sente responsável pela família que tem neste parque itinerante”, diz Dafoe.

Clem se identifica com Stanton quando o conhece, vendo-o como alguém que parece perdido e ainda assim cheio de potencial. “Acho que ele se vê também no Stanton”, aponta Dafoe. “Um homem como Clem tem experiência, provavelmente já cumpriu pena, teve que se esforçar para sobreviver, e ele sabe o que é passar por isso, então, está disposto a ajudar o protagonista desta história”.

Quando Stanton e Molly se mudam para Buffalo, na época que a guerra e a depressão assolam a nação, Stanton foca em um objetivo muito nobre. Ele pretende conquistar a confiança do magnata industrial mais rico da cidade, Ezra Grindle, um homem assombrado pela perda de sua amada e disposto a fazer qualquer coisa para obter respostas. Para interpretar o personagem, Del Toro escalou o duas vezes indicado ao Oscar® e a estrela de A Forma da Água (2017), Richard Jenkins, como o homem que inspira o maior golpe de Stanton.

RICHARD JENKINS COMO EZRA GRINDLE

Beco
O Beco do Pesadelo – Richard Jenkins / Divulgação

O produtor Dale diz que “Richard foi tão fantástico em A Forma da Água, e Guillermo sempre foi um grande admirador do seu trabalho. Mas Grindle tem um caminho diferente. Guillermo viu que ele poderia fazer isso e Richard ficou animado com a ideia”. Jenkins descreve Grindle como “um homem com muito dinheiro, mas pouca felicidade. Ele vive com culpa e dor constantes, e está a procura por alguém que possa lhe dizer que está tudo bem, e que ele está perdoado”.

No início, Grindle é intensamente e ameaçadoramente cético em relação a Stanton. Ele contratou muitas pessoas que leem pensamentos e espiritualistas, e todos foram expostos como fraudes, o que Grindle não perdoa. Mas Stanton passa em todos os testes e Grindle, tão necessitado, finalmente se permite acreditar. Jenkins observa que seu personagem fica mudando de ideia em relação a Stanton. “Se Grindle fosse descrever Stanton, diria que ele é angelical, brilhante, uma dádiva de Deus ou um cretino e traidor. O relacionamento deles muda a cada hora”.

DAVID STRATHAIRN COMO PETE KRUMBEIN

O integrante do parque que mais muda a vida de Stanton é o marido de Zeena, Pete, uma estrela em declínio que afoga suas autorrecriminações em bebidas alcoólicas. Em um tempo passado, Pete era o criador de um número de leitura de pensamento de sucesso baseado em um código engenhoso que ele criou, que impressionava o público a ponto de pagar para vê-lo. Agora isolado e culpado, Pete fica momentaneamente animado pela ideia de acolher Stanton. Ele se aproxima do protagonista com um orgulho paternalista e ingênuo e, mesmo que Pete avise Stanton para nunca abusar do número de forma que possa tirar vantagem do público, é exatamente isto que ele faz.

“Pete tem a melancolia de um homem que uma vez foi dono do show, mas que se tornou vítima do álcool e perdeu tudo. David interpreta seu arrependimento de uma forma tão comovente. Você sente sua história e tudo o que ele desperdiçou”, diz Dale. Além disso, Stanton dá à Pete um renascimento temporário quando entra em cena, desperando o artista dentro dele. “Pete quer compartilhar o que sabe com Stan, mas o aconselha sobre os perigos que existem se ele for longe demais”, descreve Strathairn.

David Strathairn é um ator estadunidense que já foi indicado a diversos prêmios, como o Oscar®, Emmy®, BAFTA®, Critics Choice Award®, entre outros. Ele já participou de produções como Nomadland (2020), O Ultimato Bourne (2007), Boa Noite e Boa Sorte (2005), entre muitos outros.

O Beco do Pesadelo estreia exclusivamente nos cinemas nacionais em 27 de janeiro.


Leia também: Numanice #2, da cantora Ludmilla, chegou!


Siga @Nerdrecomenda nas redes Sociais

Facebook Instagram Twitter

Deixe seu Comentário