Power Book III

Power Book III Raising Kanan’: STARZ divulga teaser trailer e data de estreia da série

Confira o mais novo teaser trailer de Power Book III: Raising Kanan, prequel desse universo ambientada em South Jamaica, Queens, no início dos anos 90, com estreia marcada para 18 de julho na STARZPLAY. 

Power Book III: Raising Kanan é estrelado pela vencedora do prêmio Tony, Patina Miller (“Madam Secretary”; Franquia “Jogos Vorazes”), como Raquel Thomas, mãe de de Kanan, e por Mekai Curtis  como o personagem título Kanan Stark.

O elenco também inclui Omar Epps (“House”, “Love and Basketball”) como o Detetive Malcolm Howard; London Brown (“Ballers”) como Marvin Thomas; Malcolm Mays (“Them”, “Snowfall”) como Louis “Lou-Lou” Thomas; a indicada ao Tony e Grammy, Hailey Kilgore, como Jukebox; Joey Bada$$ (“Two Distant Strangers”) como Unique; Toby Sandeman (“The Royals”) como Symphony Bosket; Shanley Caswell (“The Conjuring”) como Detetive Shannon Burke; Lovie Simone (“The Craft: Legacy”) como Davina Harrison e Quincy Brown (“Dope”) como Crown Camacho.

Sascha Penn atua como criador e showrunner, e é produtor executivo ao lado de Curtis “50 Cent” Jackson e Courtney A. Kemp.

As séries do Universo Power tem produção executiva da criadora e showrunner de Power, Courtney A. Kemp, através da empresa dela End of Episode e por meio de seu acordo geral com a Lionsgate Television, de Curtis “50 Cent” Jackson através da G-Unit Film and Television; e de Mark Canton através da Atmosphere Entertainment MM. Chris Selak, Danielle De Jesus, Shana Stein e Bart Wenrich também seguem como produtores executivos.

Sobre “Power Book III: Raising Kanan”

Power Book III
Divulgação

Ambientada em South Jamaica, Queens, em 1991, Raising Kanan é uma prequel da franquia original Power. É um grande drama familiar que gira em torno da maioridade de Kanan Stark; mentor, parceiro e adversário de Ghost e Tommy, que morre num tiroteio no oitavo episódio da penúltima temporada de Power

Quando nos encontramos com Kanan aqui, no entanto, ele tem 15 anos e é o filho único de Raquel “Raq” Thomas, uma distribuidora de cocaína com uma rede emergente de traficantes em toda a cidade. Assim como a série original Power, Raising Kanan explora temas de identidade, violência e legado, mas também é um mergulho na própria patologia da família; a dinâmica única, complicada e carregada entre pais e filhos, mãe e pai, irmão e irmã. 

Em um mundo cada vez mais turbulento, a família muitas vezes parece o único refúgio para toda divisão e discórdia e, ao mesmo tempo, descobrimos que são os mais próximos de nós que mais traem a nós e aos nossos valores. A primeira temporada de Raising Kanan é uma exploração dessas traições, os segredos e mentiras que as acompanham e as formas que elas infeccionam, se multiplicam e, por fim, explodem. 

O tema geral desta primeira temporada é: “Você colhe o que planta”. Em outras palavras, ações têm consequências; traições são sempre descobertas; segredos são inevitavelmente revelados; as galinhas voltam para o poleiro. Todo personagem em Raising Kanan está escondendo algo.

Do mundo, um do outro, de si mesmo. E à medida que a nossa história se desenrola, cada um deles terá que lidar com as indesejáveis e destrutivas consequências das informações que eles esconderam e retiveram. 

E embora as maneiras pelas quais essas traições, segredos e mentiras se revelem possam variar, uma verdade permanecerá constante: em Raising Kanan, como no Universo Power, ninguém é confiável e nada é o que parece.  

Leia Também: Quem é quem em ‘THE NEVERS’, a nova série dramática da HBO

Siga @Nerdrecomenda nas redes Sociais

Facebook | Twitter | Instagram

Deixe seu Comentário

%d blogueiros gostam disto: