Um dia Qualquer – a nova série brasileira discute o tráfico, milicias e relações

A nova série brasileira ” Um dia Qualquer ” faz uma discussão profunda da violência no Rio de Janeiro, e traz uma discussão que envolve milicia, tráfico, afetos, relações, religião e família.

poster Um dia Qualquer
poster Um dia Qualquer

Estreou nessa semana uma nova produção nacional, a série de Tv “Um dia Qualquer”, que retrata um Rio de Janeiro dominado pela criminalidade exercida tanto pelas milícias policias quanto pelo tráfico. A série dirigida por Pedro von Krüger, conta um elenco recheado de estrelas como Tainá Medina, Augusto Madeira, Mariana Nunes e Jefferson Brasil. A série chega em uma hora muito pertinente no país, onde o racismo e a violência policial estão na pauta de discussão.

um dia qualquer - Nerd Recomenda
um dia qualquer elenco

Uma preocupação do diretor foi de fugir de estereótipos estabelecidos quando se trata de violência. Por isso a série tentar humanizar ao máximo os personagens, contando uma história pessoal, ambientada dentro das casas, mergulhando na intimidade das famílias. 

As relações pessoais são afetadas diretamente pela violência, e esse é o foco da narrativa, mostrar como crueldade e agressividade nas comunidades estão no cotidiano das pessoas e afeta a intimidade, confiança e privacidade de quem convive e mora dentro da região.

 

As situações criadas tentam fugir de qualquer julgamento de valor, como policial, traficante ou evangélicos, expondo uma circunstância onde as pessoas não têm escolha, e seus destinos estão traçados pela sua condição social.

um dia qualquer - Nerd Recomenda

Em um dia qualquer, a convivência entre milicianos, traficantes e religiosos se fundem e confundem, criando um problema complexo de resolver, onde as realidades se misturam. 

um dia qualquer - Nerd Recomenda

Com personagens complexos, “Um dia Qualquer” vai retratar a violência do Rio de uma forma sóbria, com a preocupação de quebras conceitos e ideias pré-estabelecidas quando o assunto é violência.

Logo em seu primeiro episódio vemos uma abordagem de milicianos tratando os moradores de forma abusiva, mas logo encaramos a realidade do policial, que sofre de problemas pessoais e familiares. 

A série conta a história de Quirino (Augusto Madeira), um ex-policial que se torna chefe de milícia em um bairro pobre do Rio de Janeiro. O miliciano é casado com Bruna, mas sua verdadeira paixão é Penha (Mariana Nunes), ex-mulher do traficante Seu Chapa (Jeferson Brasil), amigo de infância de Quirino, e que foi morto pela polícia. Já Penha, busca pelo seu filho perdido, que desapareceu depois de se envolver com a milícia. 

um dia qualquer - Nerd Recomenda

O diretor falou um pouco sobre o drama em entrevista coletiva: “Nós trazemos nosso ativista dentro da história, que talvez seja a única pessoa com um objetivo claro, social, e que sofre o atentado logo no início. Ele está o tempo todo na série, presente na caminhada da mãe. Apesar de ter pouco tempo em tela, a importância dele é gigantesca”.

Mariana Nunes fala da complexidade de sua personagem, envolvida tanto com o tráfico, quanto com a milícia “Penha é uma mulher cheia de histórias. Ela guarda dentro de si uma injustiça muito grande, e sem poder fazer nada por muitos anos, apenas para proteger a família. Ela acaba se refugiando na igreja para não correr ainda mais risco.”

“Um dia Qualquer” contém 5 episódios de 30 minutos, além de um filme, que vai retratar um período anterior a série, complementado a história. A série começou a ser exibida na última segunda, dia 17, passando um episódio por até dia 21, sexta-feira, no canal Space, às 18 horas. No sábado, dia 22, vai acontecer uma maratona no próprio Space, também às 18 horas. 

Leia Também: Produção Original Amazon – Chemical Hearts – estreia nesta sexta, 21 de agosto, no Amazon Prime Video

Leia Também: Rachel Weisz será protagonista e produtora executiva de Dead Ringers para o Amazon Prime Video com roteiro de Alice Birch

Siga @Nerdrecomenda nas redes Sociais

Facebook | Twitter | Instagram

 

Deixe seu Comentário

%d blogueiros gostam disto: