corrida de escorpião

A Corrida de Escorpião (Maggie Stiefvater)

Hoje é o primeiro dia de novembro, portanto alguém vai morrer.” (A Corrida de Escorpião – Maggie Stiefvater)

 

Sim, essa é a primeira frase do livro.

Sim, eu adoro primeiras impressões impactantes kkkk

Conhecida pela saga dos garotos corvos, a escritora Maggie Stiefvater nos presenteia com essa fantasia em volume único chamada A Corrida de Escorpião, publicado pela editora Verus. E gente, que experiência gostosa foi ler esse livro! Eu adoro a escrita dessa mulher, não tem jeito.

corrida de escorpião
Capa do Livro A Corrida de Escorpião (Foto Divulgação)

Desta vez, a história se passa na pequena Ilha de Thisby, um lugarzinho pacato na maior parte do ano, mas famoso por serem o único lugar do mundo onde os temíveis capall uisce (cavalos d’água) aparecem. Estas feras emergem do oceano e criam forma física nas praia da ilha. Ferozes como as ondas do próprio mar, estes cavalos são fortes, carnívoros e de uma insanidade bestial. Apesar de perigosos, são incrivelmente valorizadas por sua velocidade. Se o domador for bom o suficiente para capturar um capall uisce, ele estará então apto para participar, em novembro, da Corrida de Escorpião, o evento que agita Thisby a cada ano.

Sean Kendrick é de longe o melhor domador da ilha, quatro vezes campeão da corrida usando o mesmo cavalo, Cor, o capall que tantos anos atrás matou seu pai em uma Corrida de Escorpião (é, o negócio costuma ser bem sangrento). Apesar de tudo, Sean não pode deixar de amar Cor, o cavalo com quem já dividiu tantas conquistas e que parece entendê-lo melhor do que qualquer outra pessoa no mundo. Este ano, Sean precisa ganhar a corrida uma última vez, só então ele terá dinheiro suficiente para comprar Cor de seu dono, o Senhor da estrebaria em que trabalha, e começar sua vida do zero.

 

Por outro lado, Puck Connolly também precisa ganhar a corrida. Seus pais foram mortos por capall uisce, a casa que vive com seus dois irmão está acumulando dívidas e, pra ficar pior, seu irmão mais velho disse que pretende ir embora da ilha, cortando um dos últimos laços que mantêm a família junta. Mas se Puck ganhar a corrida, ela poderá pagar pela casa e seu irmão não precisará partir. Mas tem uma condição: ela definitivamente não vai montar um cavalo d’água.

Na minha opinião, a história desse livro é simplesmente incrível. A mitologia envolvendo os cavalos d’água é instigante, e a apresentação deles é super legal. A atmosfera mística que envolve essas criaturas, assim como sua ligação com o oceano, transmite aquela mesma sensação de magia desconhecida que quem leu a série dos Garotos Corvos já conhece.

O mesmo pode ser dito para a construção dos protagonistas. Puck e Sean tem seus valores muito claros, e os conflitos aparecem como o contraponto perfeito para desestabilizar seus mundinhos pessoais justo naquele ponto que mais dói. Chega um momento em que fica impossível torcer pra qualquer um dos dois ganhar a corrida, porque invariavelmente o outro irá perder, e isso significará uma grande tragédia pessoal. Dá uma dor no coração!! 

E falando neles, que personagens apaixonantes! Pra mim, a interação entre os dois era sempre o ponto alto do capítulo! O romance que começa a se desenrolar acontece sem pressa, bem no estilo da personalidade deles, mas é muito fofo! E não, esse não é o foco da história. Está ali pra complementar, o fez muito bem. Adoro quando o romance aparece como uma ferramenta transformadora, que faz os personagens enxergarem além dos próprios propósitos, desejar coisas maiores do que as que desejavam antes. É lindo.

Como vocês já devem ter percebido, eu gostei demais dessa história, tanto do enredo quando da narrativa, que te faz querer virar uma página atrás da outra. Então você, leitor, por favor, dê uma chance para esse livro. Tenho certeza que você não vai se arrepender, e ainda por cima vai ganhar uma história que termina com aquela melancolia de saudade, porque você sabe que não é em qualquer lugar que vai encontrar uma pérola dessas.

Classificação da Larissa (@cons.ciencialiteraria): 5 estrelas

 

LEIA TAMBÉM: Peça A ARTE DE ENCARAR O MEDO estreia online

 

Siga @Nerdrecomenda nas redes Sociais

Facebook | Twitter | Instagram

Deixe seu Comentário

%d blogueiros gostam disto: