A Noiva de Habaek

A Noiva de Habaek – cuidado ao se envolver com deuses

Como um deus aprende a viver na Terra?
A Noiva de Habaek
O Deus da água

A Noiva de Habaek é um dorama sul coreano que garante altas risadas com um deus da água narcisista e uma psiquiatra de saco cheio da vida e “infelizmente” uma descendente de uma das famílias que juraram servir aos deuses.

A história começa quando o deus da água, Ha-baek (Nam Joo-hyuk), vai a Terra, em busca de três pedras poderosas que podem ajudá-lo a reivindicar seu trono como Rei do País das Águas e Imperador do Reino dos Deuses. Enquanto isso, nossa heroína, Yun So-ah (Shin Se-kyung), sofre com as dívidas e a ameaça de ter de fechar sua clínica psiquiátrica.

Em um primeiro “encontro” com So-ah, ela acaba pensando que ele está delirando pela forma como age. Mais para frente, ela descobre que ser de uma linhagem de pessoas que juraram servir os deuses por gerações, mas a mesma não acredita em deuses (aí fica difícil, né).

Para “ajudar” ainda mais essa confusão, aparecem também os deuses do vento Bi-ryeom (Gong Myung), a deusa da água Mu-ra (Krystal Jung) e o semi-deus Hu-ye (Lim Ju-hwan), numa tentativa de impedi-los de conseguir a pedra.

A Noiva de Habaek

O começo é mais Habaek indo atrás de So-ah pra fazê-la “despertar” e perceber que é sua serva, ele tenta de tudo, mas ela segue fugindo dele. O problema é que esse deus narcisista precisa da ajuda dela, já que, desde que “caiu” na Terra, ele perdeu seus poderes e começou a sentir emoções humanas, como fome, cansaço, dores (um dia você é um ser divino, no outro precisa usar um banheiro público como todo mundo, complicado)…

Para deixar claro, Habaek é muito babaca no começo e até chega a colocar So-ah em perigo quando percebe que isso acaba “ativando” seus poderes.

O foco maior da história realmente está nessa transformação do deus, principalmente por causa de So-ah. Junto com suas novas emoções humanas, ele vai mudando seu comportamento (ainda bem, né), se tornando mais sensível e, como era de se esperar, nosso casalzinho nasce.

A Noiva de Habaek

Claro que a protagonista não é somente uma peça pra ajudar o deus. Ao longo dos episódios, vamos descobrindo mais sobre seu passado, que envolve o mistério do desaparecimento de seu pai, depois que ele foi para África como voluntário.

Temos ainda a introdução de outro personagem significativo para a história que vai mexer com o casalzinho, ?as que traz momentos bem interessantes pra história, começando pela relação dele com a protagonista. Toda vez que ele tenta ajudá-la com alguma coisa, ela recusa por educação, mas ele acredita e desiste de ajudar.

A Noiva de Habaek

A Noiva de Habaek estreou em 2017 e conta com 16 episódios, disponíveis na Netflix. A história é inspirada em um manhwa, escrito por Yoon Mi-Kyung. Se você gosta de uma boa fantasia, umas paradas divinas, fica a dica do dorama que dá pra maratonar sem nem perceber o tempo passar.

Fica aqui a recomendação para acompanhar o manhwa, também. Como eu disse, o dorama é inspirado nele, de forma que várias mudanças na história foram feitas para a versão da telinha.

Por: Letícia Vargas

LEIA TAMBÉM: Paixão Obsessiva- Um suspense previsível

Siga @Nerdrecomenda nas redes Sociais

Facebook | Twitter | Instagram

Um comentário

Deixe seu Comentário

%d blogueiros gostam disto: