A série sul-africana Queen Sono é protagonizada por Pearl Thusi

A riqueza da série sul-africana Queen Sono

Alguém já pensou em heroínas ficcionais negras que não fossem a Mulher Gato, Tempestade ou Moana (dependendo da perspectiva)? 

Queen Sono é uma obra Sul-Africana do cineasta Kagiso Lediga que se passa no próprio país, mas os personagens viajam para outros países do continente como Congo e Nigéria. Essa mudança é bem marcada dentro da série, logo que eles chegam, a primeira cena é uma imagem do país e o nome do lugar no centro da tela. Acredito que tenha sido uma ferramenta de criação pra lembrar que África não é um país e sim um continente rico e diverso, com 54 países. 

Pois é, essa semana fui apresentada a uma série de categoria aventura/espionagem -inclui drama aí, vai-, dessas com altos recursos tecnológicos e um protagonista com problemas familiares.

A riqueza da série Queen Sono
A série conta ainda com atores como Vuyo Dabula (Johnson), Khatu Ramabulana (William) e Kate Liquorish (Ekaterina Gromova).

A espiã (que tem o mesmo nome da produção), ainda quando criança, viu a mãe ser assassinada por questões políticas e não acredita que sua morte tenha um único culpado. O acontecimento gerou nela problemas de relacionamentos e para obedecer ordens, o que é um problema, já que a mesma é uma espiã do governo.

É lindo ver as cores e a quase liberdade da protagonista (vivida por Pearl Thusi, a Dayana Mampasi de Quântico). Digo quase pois o fato traumático da sua infância e um rompimento amoroso a tornam uma pessoa fechada e sozinha, apesar de muito sorridente e destemida. Tendo segunda temporada, seria nessas questões que eu apostaria a principal abordagem.

A produção também se apropria muito bem da cultura afro e apresenta as personagens da série com a mudança constante de cabelos e adereços étnicos, ao mesmo tempo em que apresenta a corrupção política dos países pelos quais eles passam e problemas oriundos da colonização (que apenas se modernizou). 

A riqueza da série sul-africana Queen Sono
Sono sai de suas enrascadas de maneira nada convencional, contrariando os comandos da central.

A série é curtinha. A primeira temporada tem seis episódios e espero que tenha as próximas. Precisamos aguardar e torcer para o não cancelamento da trama, já que abortar séries é uma ação frequente da Netflix. Sim, Queen Sono pertence ao streaming e é primeira série africana original da empresa. 

P.S.: A série não mostra criancinhas morrendo de fome, seca ou miséria. O enredo se trata em ambientes super ricos, como casarões com pessoas bem vestidas, bem sucedidas e bem alimentadas. Isso é África também. 

Você pode confirmar assistindo o trailer. Confere aí.

 

 

 

 

 

LEIA TAMBÉM: 9 Filmes Musicais que você não pode deixar de Assistir

 

Siga @Nerdrecomenda nas redes Sociais

Facebook | Twitter | Instagram

2 Comentários

Deixe seu Comentário

%d blogueiros gostam disto: