A Trança

A TRANÇA, de Laetitia Colombani

Fenômeno de vendas na França, publicado em mais de 30 países, A Trança narra a história de três mulheres que desafiam seus destinos

Smita, Giulia e Sarah vivem em continentes diferentes, com culturas distintas, mas com a mesma sede de liberdade. Três trajetórias conectadas pela coragem, pela esperança e por questões muito íntimas que são reveladas ao longo da trama.

A Trança
A TRANÇA, de Laetitia Colombani Tradução: Dorothée de Bruchard Páginas: 208 Editora: Intrínseca Livro impresso: R$ 49,90 E-BOOK: R$ 34,90

Elas se recusam a aceitar o destino que lhes está reservado e decidem lutar contra ele. Com mais de 1,4 milhão de exemplares comercializados somente na França, A trança é um fenômeno de vendas publicado em 30 países e chegará ao cinema com roteiro adaptado pela própria autora. É o livro de estreia da francesa Laetitia Colombani na literatura.

Smita é uma dalit, membro da casta mais baixa da sociedade indiana, e vive em condições miseráveis.

Obrigada a trabalhar recolhendo excrementos de outras pessoas, ela sonha em ver a filha escapar da condição em que vive e ter acesso à educação formal. Com isso em mente, ela decide fugir com a pequena Lalita.

Na Itália, a siciliana Giulia decidiu seguir a carreira do pai na oficina de perucas que a família mantém há gerações.

Quando o patriarca sofre um acidente e fica em coma, ela se vê obrigada a assumir o comando do negócio e logo percebe que estão à beira da ruína. A descoberta faz com que Giulia tenha que tomar decisões drásticas que podem mudar o rumo de sua vida.

A Trança
Retrato de Laetitia Colombani em sua casa 09/03/2017 ©Celine NIESZAWER/Leextra via Leemage

Já a canadense Sarah é uma advogada renomada, a típica workaholic, e gosta de ser vista como uma supermulher.

Ela sabe que está prestes a ser promovida ao cargo de chefe no escritório em que trabalha e tudo parece seguir o roteiro programado. No entanto, ao descobrir que está gravemente doente, cabe a ela definir qual será o impacto que essa notícia devastadora terá em seus planos.

Sem saber que estão conectadas, as histórias de Smita, Giulia e Sarah se entrelaçam nesta bela história sobre revolução, crença, amizade, esperança e solidariedade, contada de forma magnífica e cativante. Uma trama que provoca reflexões sobre as diferenças sociais, a condição feminina e o papel do acesso à educação na mobilidade social. Livro em edição de luxo com capa dura, presente perfeito para os leitores mais exigentes.

“Difícil não ser tocado por esse texto tão encantador.”Lire

“A autora claramente domina a arte da narração.”
Le Monde des Livres

LAETITIA COLOMBANI é cineasta, roteirista, atriz e, além de A trança, é autora de Les Victorieuses, que repetiu o sucesso internacional de seu livro de estreia. A trança está sendo adaptado para o cinema. 

LEIA TAMBÉM: Visibilidade Trans: “Uma História para Elise” ganha versão para YouTube


Siga @Nerdrecomenda nas redes Sociais

Facebook | Twitter | Instagram

Deixe seu Comentário

%d blogueiros gostam disto: