Chorão Marginal Alado poster

Chorão: Marginal Alado – Documentário faz um tributo para o cantor

Chorão foi o vocalista do Charlie Brown, e conquistou a amizade, respeito e idolatria dos fãs. Marginal Alado é o retrato de sua vida em documentário

Nessa última quinta-feira saiu o documentário produzido por Hugo Prata e Fabio Zavala e dirigido por Felipe Novaes, intitulado Chorão: Marginal Alado, que conta a história do icônico vocalista da banda Charlie Brown Jr, e vai emocionar qualquer um fã da banda. 

Chorão Marginal Alado poster
Chorão Marginal Alado poster

Entre uma mistura de sentidos, que variam entre a alegria, tristeza, melancolia, compaixão, empatia, raiva e ódio. Tudo isso para definir a vida desse personagem tão excêntrico e querido pelos seus fãs. Chorão deixou sua marca no mundo, marca esta que é apresentada no documentário. 

Charlie Brown Jr foi uma das bandas mais marcantes do Brasil, sendo porta voz da juventude nos final dos anos 90. Uma figura tão importante como Chorão precisava de um documentário para retratar sua trajetória dentro da música. Marginal Alado chega cheio de emoção, com imagens inéditas, sendo uma grande homenagem o Chorão, músico que foi símbolo de toda uma geração de jovens. Seu documentário é prato cheio para qualquer fã do cantor.

Marginal Alado começa com os primeiros anos de Chorão, mostrando sua vida como um adolescente cheio de paixões. O primeiro grande amor do vocalista era o skate, que acabou sendo sua porta de entrada para música. Com um grupo de amigos, ele ouvia músicas do movimento skatistas, como hardpunk californiano, reggae e outras músicas do cenário litorâneo da California, tornando inspiração direta para a música da banda.

Dois momentos marcantes no documentário vão emocionar os admiradores do cantor. A primeira é a entrevista com ex-baixista do Charlie Brown Jr, Champion, músico que teve relação de amor e ódio com Chorão. Essa entrevista é tão marcante porque ela é a última feita pelo baixista, que se matou dias depois. Champion sofria de depressão, que se agravou com a morte de seu amigo.

Outra cena icônica é uma imagem expondo a relação do Chorão com seus fãs. É tocante ver o cantor em um instante de proximidade enorme com quem o apoiava. A frase dita pelo cantor revela como ele acima de um artista, era um ser humano com coração generoso. Na fala ele diz “Baixa som! Não gasta dinheiro com essa porra”, depois saber sua fã não tinha condição de comprar seus CDs.

Além de mostrar as qualidades de Chorão, Marginal Alado aborta temas polêmicos, como abusos de drogas e as brigas que o cantor teve na carreira. Conflitos com João Gordo, Marcelo Camelo e o próprio Champion. De fato esse documentário não passa pano para os erros de Chorão, ao mesmo tempo em que humaniza o cantor, buscando expor suas fragilidades e humanidade.

Chorão: Marginal Alado é uma bela homenagem a essa figura tão importante para música brasileira, especialmente para uma geração toda que viveu os anos 90 e começo de 2000.

Sinopse:

O documentário retrata a vida e a carreira do cantor brasileiro Chorão, líder da banda Charlie Brown Jr. Além de depoimentos sobre sua vida pessoal e profissional e imagens de arquivo, o filme acompanha a história de uma das estrelas do rock mais importantes do Brasil. Chorão viveu duas décadas intensas de sucesso nacional e internacional, cheios de momentos polêmicos, até sua morte prematura, por overdose de drogas, em 2013.

Confira a trilha desse filme:

Texto por: Rafael Bittencourt

Leia Também: Indicado a seis Oscars: MEU PAI estreia nos cinemas e nas plataformas digitais a partir desta quinta, dia 8 de abril

Leia também: Search Party’ estreia quarta temporada na Warner Channel

Siga @Nerdrecomenda nas redes Sociais

Facebook | Twitter | Instagram

Deixe seu Comentário

%d blogueiros gostam disto: