Espíritos Obscuros

Os Criadores e a Criatura: Conheça o trabalho da equipe de Efeitos Visuais do filme “Espíritos Obscuros”

Para criar um filme de terror baseado em uma criatura mitológica, o diretor Scott Cooper se reuniu com o aclamado produtor Guillermo del Toro e uma equipe renomada de produção artística.

Dirigido por Scott Cooper, produzido por Guillermo del Toro, David S. Goyer e J. Miles Dale, e com roteiro de C. Henry Chaisson & Nick Antosca e Scott Cooper,  o novo filme de terror da Searchlight PicturesEspíritos Obscuros, estreou dia 28 de outubro nos cinemas.

Baseado no conto The Quiet Boy de Nick Antosca, a produção se passa em uma cidade isolada do estado de Oregon, onde uma professora do ensino fundamental (Keri Russell) e seu irmão xerife (Jesse Plemons) se envolvem com seu enigmático aluno (Jeremy T. Thomas) cujos sombrios segredos levam a encontros aterrorizantes com uma lendária criatura ancestral que aparece diante deles.

Espíritos Obscuros
Jesse Plemons, Jeremy T. Thomas e Keri Russell em “Espíritos Obscuros” | Kimberley French

Para criar o monstro característico de Espíritos Obscuros, Guillermo Del Toro chamou o seu frequente colaborador do departamento de arte, Guy Davis, com quem ele já havia feito parceria em filmes, como: A Forma Da Água, Círculo De Fogo, A Colina Escarlate e The Strain: A Tenção do FX.

Trabalhei em estreita colaboração com Guy e Scott Cooper no design do Wendigo”, diz Del Toro. “Uma grande representação de um ‘rei da floresta’ é uma coroa com chifres; Pensei: ‘se vamos usar um veado, o melhor é criar a criatura ao redor dessa galhada e fazer dela uma coroa’”, diz o produtor. “Guy também tentou encontrar uma certa assimetria no design, então sugeri que ele apagasse os olhos para representar a raiva cega e desumana”.

Espíritos Obscuros
O Diretor/Roteirista Scott Cooper e o Produtor Guillermo del Toro no set de Espíritos Obscuros | Kimberley French

Del Toro continua: “Quando você tira os olhos de um rosto, ele perde um ponto focal. E se você mostra os dentes diretamente no crânio, parece que ele apenas está com fome! Fizemos o design dele para ter uma superfície mais plana. Ficamos muito tempo desenhando e esculpindo-o para que a sua superfície capturasse a maior parte da luz. Então, Guy inventou uma característica que era como um pelo no pescoço feito de pequenos espinhos. Ele colocou no sistema e começou a renderizar – ficou tão maravilhoso! Levou um tempo para que cada espinho e chifre fosse esculpido individualmente. [O supervisor de efeitos da criatura] Shane Mahan e a Legacy Effects fizeram um trabalho fantástico na execução de tudo isso”.

A tarefa principal para nós era criar o ser físico do Wendigo”, diz Mahan. “Depois que obtivemos os designs conceito – quando sabíamos que a criatura não teria olhos e teria um rosto basicamente de ossos – tudo se encaixou. Passamos alguns meses refinando o design e trabalhando em estreita cooperação com Guillermo e Scott”.

Espíritos Obscuros
Divulgação

Eu realmente respondi à estética de Scott”, complementa o designer de produção Tim Grimes, que havia colaborado anteriormente com diretores visionários como Darren Aronofsky (O Lutador), Gus Van Sant (Últimos Dias) e Lynne Ramsay (Você Nunca Esteve Realmente Aqui). “Ele e eu trabalhamos no mesmo quadro, onde queríamos que os sets e locações parecessem reais e fundamentados, então quando introduzimos o mítico Wendigo, a sensação foi mais impactante”.

Para a equipe de produção, criar um mundo de Espíritos Obscuros foi uma experiência única, pois quase todos os profissionais que vieram para o projeto tinham experiências diversas fora do escopo dos criadores tradicionais do gênero de terror.

Espíritos Obscuros
Divulgação

O cinegrafista Florian Hoffmeister (Amor Profundo, Segredos Oficiais), diretor de fotografia de Espíritos Obscuros, diz que sua única tarefa era criar um estilo de filmagem único. “Scott queria algo que combinasse elementos humanos sinceros com terror e o sobrenatural”, comenta.

Nascido na Alemanha, Hoffmeister tem em seu currículo inúmeros trabalhos tanto na TV, quanto no cinema, que o tornaram aclamado pela crítica, incluindo uma indicação pela American Society of Cinematographers (Sociedade Americana de Cinegrafistas) por seu trabalho em The Terror, da AMC.

Hoffmeister explica que para se manterem fiéis ao gênero terror e criarem o suspense desejado, sem correr o risco de criar algo excessivamente gótico – que não faria jus à parte emocional da história, eles exploraram uma iluminação diferenciada para o filme. “Assim, alcançamos nosso compromisso com a veracidade combinada ao suspense através da lente e iluminação”, finaliza.

Trailer do Filme

Espíritos Obscuros está em exibição nos cinemas.


Leia Também: Prime Video inicia produção da nova série brasileira Original Amazon “Cangaço Novo”

Siga @Nerdrecomenda nas redes Sociais

Facebook Instagram Twitter

2 Comentários

Deixe seu Comentário

%d blogueiros gostam disto: