Dr Dolittle - Comédia Jack Sparrow

Comédia de Jack Sparrow? – Dr. Dolittle

Se você faz parte do bloco “Não Pulo Carnaval, Vejo Filmes”, tenho uma indicação pra você curtir nos cinemas durante o feriadão e que tem uma leve comédia de Jack Sparrow. Estreou nos cinemas de todo Brasil na última quinta (20) o filme Dr. Dolittle, estrelando Robert Downey Jr, o famoso Homem de Ferro. 

Esta nova versão do filme foi inspirada nos livros de Hugh Lofting, e está mais ligada ao universo “O Fabuloso Doutor Dolittle”, de 1967. Em breve resumo, John Dolittle (Robert Downey Jr) vive recluso em sua reserva de preservação de animais após a morte de sua esposa, Lily Dolittle (Kasia Smutniak), quando recebe a visita de uma jovem emissária, Lady Rose (Carmel Laniado), em nome da Rainha Victoria (Jessie Bukeley), pedindo ajuda para curar a monarca de uma misteriosa doença. O restante deixo no mistério, para que você vá assistir e descubra o que acontece.

Jack Sparrow
Dr. Dolittle – A comédia de Jack Sparrow?

Se for para comprar, diria que este Dr. Dolittle 2020 se parece muito com aquele bolo que desandou enquanto assava, entende? Grande parcela de culpa recaindo diretamente na direção, a encargo de Stephen Gaghan. O filme parece se esforçar para mostrar um potencial de ser um novo Piratas do Caribe, embora sem todo pose do nome de Johnny Depp. A própria trama preserva certa dinâmica em comum: Dolittle como um novo Jack Sparrow, antagonizando com dois jovens coprotagonistas enamorados.

Tratando da computação dos animais, bom, não sou especialista nesta área e, por favor, se você for e eu disser algo errado, me corrija, mas a impressão que tive foi de que havia momentos em que o CG estava praticamente gritando por socorro, para não ser foco da atenção, pois parecia mal feito. Imagino que se aos meus olhos, que não são especialistas, isso causou incômodo, que dirá a quem tem o conhecimento. A fotografia, entretanto, estava linda, com cenários bem feitos e contínuos, o que acabou servindo para realçar as falhas de roteiro e direção.

Se procurar neste Dolittle aquela comédia sempre presente nos filmes com Eddie Murphy, vai se decepcionar. Nesta nova versão, desde a ambientação até os trejeitos de Robert Downey Jr., não há nenhum traço que remeta aos antigos títulos. Esta versão arrisca um resgate de elementos muito mais antigo do que a memória afetiva imediata do público de hoje.

*Texto por Caroline Dias


LEIA TAMBÉM: Elite: Quem são os novatos do elenco?

Siga @Nerdrecomenda nas redes Sociais

Facebook | Twitter | Instagram

2 Comentários

Deixe seu Comentário

%d blogueiros gostam disto: