Laços, Lições e Lembranças

Laços, Lições e Lembranças: revisitando a infância com belíssimas histórias

Por que você deveria ler a trilogia dos irmãos Cafaggi que deu origem aos filmes?

Em outubro de 2012, lança nas livrarias o que seria a mais nova jornada artística da Maurício de Souza Produções (MSP). Trazendo uma história mais séria e bem construída de um clássico personagem de nossas infâncias, chega “Astronauta: Magnetar“, inaugurando o projeto Graphic MSP.

Com o intuito de reinventar clássicos personagens da turminha aos olhos de artistas brasileiros diversos, não demorou muito para que o selo abrangesse também os principais personagens deste universo: Mônica, Cebolinha, Cascão e Magali, a Turma da Mônica, que ganhou uma belíssima história escrita e ilustrada pelos irmãos Vitor e Lu Cafaggi, demonstrando o poder e a importância dos laços criados na infância.

Lembranças
Lembranças, de Vitor e Lu Cafaggi

Dois anos depois do lançamento de Laços, em 2015, com o projeto já expandido para diversos outros personagens criados por Maurício de Souza, os talentosos irmãos Cafaggi voltam com uma sequência, Lições, que traz consigo um acontecimento trágico para a turminha, mas que é seguido do amadurecimento de personagens tão queridos por quem um dia já foi criança no Brasil.

Para finalizar a trilogia, em 2017 é lançada uma conclusão para as duas histórias antes apresentadas. Ainda que os personagens já comecem a história um tanto quanto distanciados em Lembranças, eles se unem novamente para mais um plano infalível, que é acompanhado de encantadoras memórias do crescimento da turminha até então, ilustradas novamente pelos cativantes irmãos Cafaggi.

Dois anos depois, em 2019, estreia nos cinemas a adaptação live action de Laços, trazendo um elenco não só adorável, mas cativante, para dar vida a personagens que marcaram a infância de tantos brasileiros. Já hoje, enquanto escrevo este texto, a continuação, Lições (leia nossa crítica aqui), reinventa a própria história dos irmãos Cafaggi com muita emoção e bom humor, já tendo marcado mais de 200 mil espectadores em menos de uma semana após sua estreia.  

Chegamos, então, na pergunta final que este texto se propõe a responder: Por que você deveria ler Laços, Lições e Lembranças?

Bem… Primeiramente, Vitor e Lu Cafaggi conseguem resgatar a essência de cada um dos personagens de uma forma, no mínimo, brilhante. A ambição e os planos infalíveis do Cebolinha, o medo e a comicidade do Cascão, o apetite e a graça da Magali, e a força e doçura da Mônica são muito bem representadas, de forma a honrar estes personagens tão queridos pelo público.

Laços
Laços, de Vitor e Lu Cafaggi

Ainda assim, as histórias vão um pouco além da simplicidade dos gibis originais, contando histórias um tanto mais maduras, mas sem perder a inocência que percorre as narrativas da turminha. Sem entender no que estão se metendo em Laços, o público é convidado a ver os personagens embarcarem juntos em uma aventura bastante perigosa, mas que é superada com os fortes vínculos entre a turminha. Já em Lições, este mesmo vínculo é colocado à prova com a separação do grupo, que vai provando aos poucos que não há distância capaz de quebrar os laços criados entre eles.

Por último, em Lembranças, os irmãos Cafaggi entregam a história mais simples e “pé no chão” das três, porém se engana quem pensa que é menos emocionante do que as demais. Para provar, deixo aqui as palavras do próprio Maurício de Souza, criador deste vasto e incrível universo de histórias, dentre as páginas da edição: “O principal ponto de intersecção entre o três trabalhos talvez seja o encantamento que os autores demonstram ao cuidar tão bem dos personagens; e dos leitores (eu incluído), presenteados com grandes histórias”.

Dessa forma, a trilogia apresenta uma nova – mas leal – visão dos personagens, divertindo o público conforme esta clássica amizade é aprofundada com evidente respeito e amor pelos materiais originais. Para aqueles que assistiram aos filmes – e cá entre nós, eu recomendo muito, pois Daniel Rezende faz um trabalho espetacular em ambos –, as surpresas ainda estarão lá, pois há muitas diferenças entre as obras, desde acontecimentos, piadas, referências, personagens secundários e mais!

Laços
Lembranças, Vitor e Lu Cafaggi

A história, por mais incrível que seja, entretanto, não é o único atrativo destas graphic novels. As belíssimas ilustrações dos irmãos Cafaggi fazem com que cada página seja um grande espetáculo para os olhos. Misturam, com exímia precisão e talento, cores esplendias com traços leves e fluidos, que encantam qualquer leitor, tornando a experiência ainda mais rica e prazerosa.

Se você tem o costume de ler gibis correndo, procurando pelos balões de fala e seguindo para a próxima página, nesta trilogia você se verá obrigado a parar e se deixar contemplar seus estupendos desenhos. Dessa forma, se você procura se emocionar com belas histórias, ao mesmo tempo em que se delicia com ilustrações encantadoras, onde ambas se juntam para te presentear com uma catarse de nostalgia e corações quentinhos, então a trilogia dos irmãos  Cafaggi é pra você!

Texto por: Leonardo Duarte


Leia Também: “Turma da Mônica: Lições” e o nascimento do “Mauricioverso”


Siga @Nerdrecomenda nas Redes Sociais

Facebook Instagram Twitter

2 Comentários

Deixe seu Comentário