mensageira da sorte

Mensageira da Sorte (Fernanda Nia)

“A mulher já estava dando como certo eu ser oficialmente a mais nova integrante daquele Sedex mágico de boas vibes.” (Mensageira da Sorte – Fernanada Nia)

 

Mensageira da Sorte é um romance YA com uma pitadinha de fantasia escrito pela autora nacional Fernanda Nia, lançado em 2019 pela Plataforma 21. E se tem uma coisa que eu gosto nessa vida é propagar a palavra de livros nacionais que valem a pena, coisa que, se você é aquele leitor que adora um romance adolescente, pode ser exatamente o que está procurando.

mensageira da sorte
Capa do Livro Mensageira da Sorte (Foto Digulgação)

Nesta história acompanharemos Cassandra Lira (inclusive, aprovei o sobrenome, me traz lembranças de Phillip Pullman), ou Sam, uma colegial que voltou recentemente à cidade do Rio de Janeiro, onde procura, junto com sua mãe (e que mãe incrível ela tem!), viver uma vida normal e tranquila, na esperança de superar alguns traumas recentes. Mas a sorte aparentemente não está do lado dela, e Sam se vê, de repente, no meio de uma onda de manifestações contra a Al Corp, empresa que está controlando e oprimindo boa parte dos cidadãos brasileiros.

Como se não bastasse, o Destino parece querer pregar mais uma das suas, e Sam ganha a oportunidade de realizar uma tarefa bem inusual: trabalhar como mensageira da sorte substituta no Departamento de Correção da Sorte (DCS), que está passando por maus bocados, já que a balança da sorte de algumas pessoas anda beeeeem desregulada. Enquanto tenta, através do emprego temporário, achar uma maneira de fazer a diferença no mundo, Sam se vê diretamente envolvida com os conflitos civis, que tornaram seu colega de classe, youtuber em ascensão, e crush, Leandro – o Garoto Sensato, a figura símbolo da revolta. 

 

A proposta é super legal, acho até que daria uma ótima série (Netflix, fica a dica). Como livro, Fernanda Nia leva sua história num ritmo rápido e com várias tiradas sarcásticas, se aproveitando do elemento “Sorte” para embasar todos os acontecimentos da trama, mantendo o enredo na linha, sempre obediente ao sistema de mundo que criou.

Como uma leitora não muito assídua de YA contemporâneo, tive alguma dificuldade de encarar a pegada adolescente do livro. Estranhei bastante a linguagem cheia de gírias e o tom zoeiro que os pensamentos da protagonista embutem à história, mesmo em situações de calamidade, como no final do primeiro capítulo. Qual não foi minha surpresa quando, a partir do capítulo cinco, estava eu ali, já totalmente imersa na ambientação juvenil, acostumadíssima às referências de cultura pop desses “xofens”. Acho que foi só um choque inicial.

mensageira da sorte
Autora Fernanda Nia (Foto Divulgação)

Pessoalmente, não sou o público alvo do livro. Mas tenho certeza que a Larissa de 17 anos teria AMADO essa história e teria torcido com ainda mais afinco pelo romance entre a Sam e o Leandro, cuja relação é inteiramente construída na base de paixão adolescente bem direcionada, conversas construtivas reveladoras de caráter, e discussões de memes (relationship goals).

Apesar de não ser nenhum plot super elaborado, a história entrega exatamente aquilo que promete: uma história completa, amarradinha em si mesma, com personagens carismáticos, e um plano de fundo que reflete a situação brasileira atual. Além daquela dose de realismo fantástico que é a cereja do bolo. Dá pra se divertir bastante, isso eu garanto!

E vocês prestaram atenção nessa capa? Na real, antes de saber sobre o que era, eu já queria ler o livro só por causa da arte da capa. Parabéns aos envolvidos.

 

Classificação da Larissa (cons.ciencialiteraria): 4 estrelas.

 

Siga @Nerdrecomenda nas redes Sociais

Facebook | Twitter | Instagram

 

LEIA TAMBÉM: I am not okay with this – Homenagem a Carrie, A estranha

Um comentário

Deixe seu Comentário

%d blogueiros gostam disto: