Metroid Dread

Metroid Dread: uma obra prima

Estreando esse mês, o mais novo jogo da franquia Metroid não deixa a desejar!

O mês de outubro deu de presente aos fãs do gênero metroidvania o retorno de uma das suas franquias mais famosas e responsável por cunhar o nome. Após quase 20 anos sem um jogo da storyline principal, a Nintendo entregou o ultimo capítulo da saga da caçadora de recompensas, Samus Aran. Metroid Dread é um sucesso sem igual e uma obra prima no sentido mais puro da palavra.

Os gráficos

A começar pelos gráficos. Nunca se tinha visto até então um título da franquia Metroid feito com os padrões gráficos modernos. Dread enche os olhos com todas as suas paisagens, efeitos de luz e detalhes no cenário.

metroid - Nerd Recomenda

Jogabilidade

Gráficos estes, no entanto, não vieram sozinhos. O jogo apresenta também uma jogabilidade excelente, fazendo um apanhado geral de tudo que caracteriza a franquia, de todas as melhores mecânicas apresentadas ao longo dos anos e juntando tudo com novos conceitos para formar um jogo sem igual.

A progressão do jogo é similar a de outros jogos da franquia, cheia de opções, momentos de possível sequence breaking e alguns desencontros inevitáveis.

Pavor, “dread”

A ideia central do jogo que demorou anos para surgir era aproveitar uma certa sequencia de gameplay que ficou famosa no título da franquia Metroid Fusion. Essa sequencia consistia em fazer com que o jogador fugisse de pavor de um inimigo muito mais poderoso. Em Dread, as novas sequencias que se aproveitaram dessa ideia geraram alguns dos momentos mais assustadores e de maior ansiedade em toda a franquia. Se você está a ponto de jogar, boa sorte enfrentando os E.M.M.I.

metroid - Nerd Recomenda
Concluindo um arco

O jogo também foi agraciado com uma história que fecha a saga da personagem principal com chave de ouro! Como uma sequencia direta de Metroid Fusion, o jogo, segundo o produtor chefe da franquia, Yoshio Sakamoto, Metroid Dread irá concluí o arco principal iniciado em 1986 com o primeiro título da franquia. A história termina e nascem a partir de agora novas oportunidades para que a franquia se expanda e continue a fazer sucesso entre o seu público leal.

O jogo está disponível para o switch e já alcançou milhões de vendas, provando que o gênero está vivo e a franquia também!

TEXTO POR: Aquiles Rodrigues


Leia Também: The Witcher: Lenda Do Lobo – preparando o caminho

Siga @Nerdrecomenda nas redes Sociais

Facebook Instagram Twitter

Deixe seu Comentário

%d blogueiros gostam disto: