Casa Museu Ema Klabin

Minicurso discute o protagonismo negro no modernismo brasileiro

Encontros durante minicurso serão mediados pelos especialistas Matheus Gato, Val Souza e Mirella Maria

A Casa Museu Ema Klabin promove o minicurso online Agência e o protagonismo negro no Modernismo Brasileiro nos dias 16, 23 e 30 de março, das 19h às 21h, pela plataforma Zoom. São 350 vagas com inscrições pelo site do museu.

Nos três encontros o objetivo é analisar o protagonismo das pessoas negras, bem como o papel das representações difundidas por artistas do movimento modernista com ênfase nos critérios de raça, gênero e classe.

minicurso - Nerd Recomenda
Lasar Segall (Vilna, Lituânia, 1889 – São Paulo, Brasil, 1957). Retrato feminino. Brasil, 1927. Óleo sobre tela. Coleção Ema Klabin. Foto divulgação.

Durante o minicurso serão destacadas contribuições intelectuais e artísticas de figuras como Manuel Querino, Astolfo Marques, Lima Barreto, Nascimento Moraes, Hemetério dos Santos, Arthur Timóteo e outros. Além disso, serão examinadas as representações raciais entre os artistas modernistas do acervo da Coleção Ema Klabin, como Di Cavalcanti, Lasar Segall, entre outros.

Os encontros serão mediados pelos pesquisadores Matheus Gato, professor de sociologia da Unicamp, pesquisador do núcleo Afro/CEBRAP e coordenador do Bitita: Núcleo de Estudos Carolina de Jesus – IFCH-UNICAMP; Val Souza, artista visual, pesquisadora e educadora com interesse pela história e iconografia das mulheresnegras e Mirella Maria, artista visual, pesquisadora e educadora, com pesquisa voltada para a produção artística contra – hegemônica, alinhando a epistemologias do Sul Global, questões étnico-raciais/ de gênero, estudos pós-coloniais.

Serviço:

Minicurso online “Agência e o protagonismo negro no Modernismo Brasileiro”

Quartas – feiras 16, 23 e 30 de março, das 19h às 21h

16/03: Intelectuais e artistas negros enquanto “pré-modernos” (1900-1920): classificação literária e desclassificação intelectual, com Matheus Gato de Jesus.

23/03: Lembrança brasileira: uma seleção pitoresca de imagens, com Val Souza.

30/03: Uma casa, um museu, uma coleção para observar e refletir juntos: entre modernismos, educação e visualidades na Coleção Ema Klabin, com Mirella Maria.

Classificação: 18 anos

350 vagas

Investimento: R$ 120,00 (meia) R$ 240,00 (inteira); aceitaremos solicitações de bolsas integrais através do e-mail cursosonline@emaklabin.org.br

Inscrição: https://emaklabin.org.br/

Acesse as redes sociais:

Instagram: @emaklabin

Facebook | Twitter | Canal do YouTube | Linkedin

Sobre a Casa Museu Ema Klabin

Aberta ao público desde março de 2007, a Casa Museu Ema Klabin abriga uma valiosa coleção de mais de 1.600 obras, entre pinturas, mobiliário, peças arqueológicas e decorativas. Antiga residência da colecionadora, empresária e mecenas Ema Klabin (25/01/1907 – 27/01 /1994), a casa preserva seu caráter original. É possível conhecer as obras e os ambientes da Casa Museu Ema Klabin no Google Arts & Culture, pelo link, por meio da ferramenta digital Explore, no site do museu, ou por meio da realidade virtual.


Leia Também: A Suspeita: Suspense estrelado por Gloria Pires ganha trailer oficial


Siga @Nerdrecomenda nas redes Sociais

Facebook Instagram Twitter

Deixe seu Comentário