Sara Stopazzolli - Nerd Recomenda

‘Elas em Legítima Defesa – Elas Sobreviveram Para Contar’, de Sara Stopazzolli, é lançado em EBook pela DarkSide Books

Obra de Sara Stopazzolli reúne depoimentos de mulheres vítimas de violência doméstica que rompem o padrão de silêncio da sociedade.

Sara Stopazzolli

Das 4.936 mulheres mortas no Brasil em 2017, 88% foram vítimas de feminicídio assassinadas pelos companheiros ou ex-companheiros, segundo o Atlas da Violência publicado em 2019. Resultado de uma pesquisa realizada durante mais de quatro anos, o livro  “Elas em Legítima Defesa – Elas Sobreviveram Para Contar”, de Sara Stopazzolli, narra a trajetória de mulheres vítimas de violência doméstica que mataram seus parceiros para preservar a própria vida. A obra acompanha as histórias reais de Nice, Soraia, Deise, Doralice, Emília, Úrsula, mulheres que viveram relacionamentos abusivos.

Sara Stopazzolli

Após examinar 50 processos nos Tribunais de Justiça do Rio de Janeiro e de São Paulo, Sara foi em busca de vítimas de violência de gênero em relações afetivas e ouviu relatos brutais. A obra acompanha essas mulheres, passando pela paixão inicial, as primeiras agressões, a escalada da violência, o momento da luta pela sobrevivência, os julgamentos e, por fim, a reconstrução de suas vidas.

A pesquisa de Sara Stopazzolli também originou o documentário “Legítima Defesa”, idealizado e escrito por ela e pela irmã Leda Stopazzolli, e lançado e premiado na Mostra Competitiva do Festival Internacional Mujeres Em Foco em Buenos Aires, em 2017.

O livro é enriquecido ainda por histórias inéditas, novos dados, ilustrações da artista Juliana Russo, frames do filme, além de estatísticas recentes e o aprofundamento de um tema — infelizmente — mais atual do que nunca.

*Texto por Caroline Dias

Leia Também: Darkside Books lança livro “O Mal Nosso de Cada Dia”, que deu origem ao longa da Netflix

Siga @Nerdrecomenda nas redes Sociais

Facebook | Twitter | Instagram

Deixe seu Comentário

%d blogueiros gostam disto: