The Umbrella Academy

A 3ª temporada de “The Umbrella Academy” se superou entregando o pior desde sua estreia em 2019

The Umbrella Academy segue na trama mal desenvolvida e não focada em soluções

Com a chegada da 3ª temporada de “The Umbrella Academy” meus sonhos eram que ao menos a saga de Ben fosse resolvida, mas desta vez o foco não é apenas na família Hargreeves. A trama se torna mal resolvida e acrescenta mais mistérios a serem desvendados, nos deixando com a promessa de vingança pela morte do Ben para um futuro que não parece chegar.

Em sua estreia, no ano de 2019, parecia que todos os olhos estavam diante de algo novo e surpreendente, até mesmo ultrapassando “Stranger Things”, o que claramente passa em branco e não vemos anúncios sobre a série. O que tornou a série mais digestível é o fato de nos identificarmos com o caos familiar que os Hargreeves passam, bem como seus sérios problemas em lidar com traumas passados e gerando mais traumas no presente.

The Umbrella Academy

Por trás de cada personagem e seus poderes evidentes e caóticos existem seus próprios traumas e como eles vão lidar consigo mesmos ou com passado, presente e futuro. Já que não conseguem se ajudar e compreender seu caos, porque não se juntar com seus melhores vilões, eles mesmos, e seus irmãos tão problemáticos para salvar o mundo? Duas vezes. O que tornou esta série de grande sucess, com um gancho impecável declinar, uma péssima continuidade?

Após quase 2 anos de aguardando, a série retorna depois de impedirem o apocalipse em 1963 com a Umbrella Academy esperançosa que tudo fosse voltar ao normal e suas vidas não tivessem sofrido nenhuma alteração, mas diante de suas desastrosas interferências eles retornam a um presente desconhecido onde a Umbrella Academy agora é lar dos Sparrow Academy. Os Sparrow são uma nova família de super-heróis, mas numa versão mais atualizada.

The Umbrella Academy

Quando Reginald Hargreeves é surpreendido por seus filhos do passado, após notar suas más escolhas, e opta por tomar um rumo completamente diferente quando os bebês de 1989 nascem. Apenas Ben ainda integra a família, mas sendo bem diferente do conhecido da família do Umbrella Academy, este não é mais o número 6, agora é um número 2 e com comportamentos de número 1. E se já não bastasse toda a confusão, ambas as famílias precisam se reunir para combater a terceira aniquilação do mundo, desta vez juntos e trabalhando em equipe.

Parece não haver um roteiro fielmente escrito para ser seguido, o que torna os personagens vazios e sem nenhum esforço para que sejam consertadas as inúmeras falhas presentes em cada episódio da série. “The Umbrella Academy” se torna mais um conteúdo audiovisual que se perdeu e não sabe mais o que ser feito. Tudo se tornou confuso e aparentemente há uma guerra em quem deve se perder primeiro: os personagens, os atores ou o público.

The Umbrella Academy

Durante episódios temos estampados em nossa cara – desfrutando de nossa paciência não bem aproveitada ao assistir a série – os devastadores erros de continuidade, além do CGI que caiu relativamente. O que nos leva a pensar: será que Stranger Things – que estreia na próxima semana – deu tantos gastos que o restante das produções, como “The Umbrella Academy”, foi deixada de ladinho para ser pensada depois e ficou por isso mesmo?

A série tinha potencial, até para aqueles que não gostaram e se oportunizaram seguir com as outras temporadas, mas não soube aproveitar o momento e dar o devido valor que merecia. Nos dedicam cenas e incluíram de novos personagens para nos entregar algo de baixo nível como esta terceira temporada? O mais “engraçado” – se é que posso me arriscar engraçado, porque nos leva a novas expectativas – é pensar que o modo como a série encerra se torna um gancho para uma 4ª temporada. Será que vale a pena a expectativa ou vamos apenas considerar uma perda de tempo?

*Texto por Caroline Dias


Leia Também: Love Victor – 3ª Temporada: Uma Última Chance Para Sentir o Amor

Siga @Nerdrecomenda nas redes Sociais

Facebook | Twitter | Instagram

Um comentário

Deixe seu Comentário