série A3 da Medialand

Watch Brasil disponibiliza série A3 que traz retrato da sociedade nos anos 1950, produzida pela Medialand

A nova série A3 deixa claro a influência de Nelson Rodrigues, com uma ironia fina e temática, e já pode ser vista por assinantes do streaming da Watch Brasil

A nova série A3 da Medialand, escrita e dirigida por Beto Ribeiro com produção executiva de Carla Albuquerque, já está disponível para assinantes da Watch Brasil, plataforma de streaming que contém mais de 8 mil horas em conteúdos de grandes estúdios, incluindo os principais de Hollywood (Sony Pictures, Paramount +, Universal e Warner).

A3 é uma produção nacional e traz um retrato fiel do Brasil na década de 1950 e uma mesma história retratada por três pontos de vista diferentes. Focada em uma família de classe média paulistana, a trama trata de temas importantes como tabus femininos, desquite, machismo, casamento e outros.

Ao longo da trama podemos conhecer Adalgisa, matriarca de uma família complicada e muito preconceituosa, que busca constantemente manter a imagem de uma família normal e bem respeitada. Seu filho é gay e sofre com a não aceitação da mãe, que pretende arranjar um casamento com uma mulher de família renomada. 

É claro perceber que a família de Adalgisa vive de aparências e procura não revelar os segredos do passado. Uma característica marcante da série é o fato da narrativa não ser linear, começando com cenas de 1958 e voltando ao passado até o início do ano de 1950, assim é possível entender o porquê dos personagens agirem como agem.

Mesmo se tratando de uma série de época, o seriado traz questões que podem ser abordadas nos dias de hoje, principalmente explorando o fato de que as pessoas mantêm uma imagem de vida para os outros muito diferente da realidade. A série conta com nomes famosos e aclamados das telas brasileiras, como Karina Barum, atriz famosa que estava dez anos afastada das telas, Murilo Meola, Giovanna Siqueira, Cris Bonna e outros. 

Série A3 da Medialand

A3 é uma produção original da produtora brasileira Medialand, fundada em 2006 por Carla Albuquerque e especializada em conteúdos para a televisão. A empresa é conhecida por séries como Investigação Criminal, Velhas Amigas, Operação Policial, Terra Brasil, Receitas Brasil e outras. 

Além de diretor e escritor da série, Beto Ribeiro é um roteirista e produtor que tem passagens pela TV1, Americanas e Cyrela. Ribeiro é membro oficial do Emmy Internacional e hoje trabalha para a Medialand, produtora brasileira fundada em 2006 que hoje é considerada uma das maiores produtoras independentes do país. Já Carla Albuquerque teve passagens pela CNN americana, foi produtora da Warner e, hoje trabalha na Medialand como produtora executiva de mais de 30 conteúdos. 

Sobre a Watch Brasil

Lançada em outubro de 2018 e sediada em Curitiba, a Watch Brasil é uma plataforma de vídeo sob demanda, que oferece aos provedores de serviços de Internet a possibilidade de trabalhar com multimídia e fornecer assinaturas de séries e filmes dos maiores e melhores estúdios, incluindo os de Hollywood, além de aluguel por 48 dos últimos lançamentos em filmes. A versão 2.0 da plataforma, lançada em 2020, é um marketplace de conteúdo agregado com aplicativos diferentes. A startup oferece mais de 4.500 horas de conteúdo e títulos da Sony Pictures, Paramount +, MTV, Comedy Central, Noggin, Universal e Warner, entre outros. Acesso: https://watchbr.com.br/


Leia Também: O legado de Kentaro Miura


Siga @Nerdrecomenda nas redes Sociais

Facebook Instagram Twitter

Deixe seu Comentário

%d blogueiros gostam disto: