fem - Nerd Recomenda

A visibilidade feminina dentro da Cultura Pop

Um dos assuntos primordiais a ser ressaltado é o uso da imagem da mulher no mundo geek e o quanto o empoderamento feminino tem crescido e sido de extrema importância para a quebra dos padrões.
fem

Já é de conhecimento geral que a Cultura Pop tem uma influência surreal na sociedade, mas são poucos os que param para refletir sobre até que ponto essa influência tem sido benéfica na vida das pessoas. Sendo assim, um dos assuntos primordiais a ser ressaltado é o uso da imagem da mulher nesse meio e o quanto o empoderamento feminino tem crescido e sido de extrema importância para a quebra dos padrões.

Dentro da indústria cinematográfica, as mulheres quase sempre tiveram um papel coadjuvante, colocadas lá somente para agradar o público masculino, com corpos lindos, roupas justas e decotes, sem nunca realmente terem participação na trama. Além disso, o mesmo problema pode ser encontrado no meio musical, já que a mulher é constantemente colocada no fundo como a bailarina seminua ou, quando é a própria vocalista, sendo indiretamente obrigada por patrocinadores e pelo próprio público a usar roupas sexys e ter uma postura, de certa forma, vulgar, mostrando mais a aparência física que o talento, a fim de conseguir manter-se no estrelato. E não para por aí, a objetificação da mulher continua em livros, mangás, games, músicas…

Essa postura machista dentro da Cultura Pop tem ensinado que a mulher é um mero objeto decorativo para a sociedade patriarcal e, por muito tempo, as tem influenciado a buscarem pelo corpo perfeito e a se contentarem com o segundo lugar. Contudo, há algum tempo esse cenário vem mudando e trazendo mais destaque para a mulher dentro do meio artístico, impactando diretamente em todas as outras áreas do mercado, uma vez que a mulher vem se empoderando e mostrando para o mundo que é muito mais que um rosto bonito. É também uma mente brilhante, uma figura forte e independente.  

Uma amostra dessa nova realidade é o seriado Jessica Jones, produzido pela Marvel para a Netflix, em que podemos ver mulheres no centro da ação, donas de sua própria sexualidade e que em nenhum momento precisam ser salvas por um homem. E assim como Jessica Jones, muitas outras heroínas têm ganhado destaque, filmes solos e mostrado o protagonismo feminino, como a Capitã Marvel, a Mulher maravilha e a Supergirl.

fem - Nerd Recomenda

Já na indústria musical temos como exemplo a luta travada pela cantora e compositora Billie Eilish, que é sempre criticada por artistas do meio e fãs, devido às suas roupas largas e nada “femininas”. Em um vídeo para a marca Calvin Klein, Billie explicou que usa esse tipo de roupa justamente para esconder o seu corpo, pois dessa forma ninguém pode dizer se ela está gorda ou magra, se tem uma bunda grande ou não, já que não conseguem ver o que tem por baixo.

Com essa atitude, a cantora tenta ensinar a sociedade a parar de procurar nas mulheres saias curtas e decotes, mas sim talento e caráter. E ela tem provado que isso é possível, que uma mulher é capaz de se destacar sem precisar recorrer à sexualização, visto que, desde o início de sua carreira, recebeu 41 prêmios e 92 indicações, além de ser uma das cantoras mais ouvidas do mundo.

Por fim, vale ressaltar que as mulheres estão se tornando as protagonistas, não só da Cultura Pop, mas também da vida cotidiana, e vão continuar lutando dia após dia para conquistarem o lugar de destaque que lhes é de direito.

Texto por: Mariana Lemos (@m4rilemos)


Leia mais: Madame Bovary – Gustave Flaubert


Siga @Nerdrecomenda nas redes Sociais

Facebook | Twitter | Instagram

2 Comentários

Deixe seu Comentário

%d blogueiros gostam disto: