Cavaleiro da lua

Cavaleiro da Lua – review da 1°temporada

Inconstante, entre altos e baixos vive o Cavaleiro da Lua, mas não deixa de ser uma boa obra.

Cavaleiro da Lua chegou no fim da primeira temporada, e apresentou um personagem diferente do que o público está acostumado. A história se passa na Inglaterra e Egito, onde o professor desajeitado Steven Grant, que sofre com uma síndrome de dupla personalidade, onde mais de uma pessoa vive em seu corpo: Steven Grant, Marc Spector e Jake Lockley.

Nessa primeira temporada, conhecemos apenas Steven e Marc, um arqueólogo especialista em egiptologia, e Marc um mercenário que rouba artefatos antigos. Até o começo da série eles não tem noção da existência dessas personagens conflitantes. O Deus da lua egípcio Khonshu faz um acordo com Marc, e usa seu corpo como avatar, e assim surge o cavaleiro da lua.

Cavaleiro da lua

O grande conflito, no enredo de Cavaleiro da Lua, durante essa temporada é com o antagonista Arthur Harrow, (Ethan Hawke) um fanático religioso, devoto da deusa Ammit e disposto a acabar com Khonshu. A serie é inconstante, onde temos bons episódios como o primeiro e o quinto, no qual é trabalhada a personalidade fragmentada do protagonista, porém no meio da temporada, os episódios são arrastados.

É interessante ver como a Marvel fez uma obra tão diferente do restante do MCU, em Cavaleiro da Lua, nenhum momento é citado os grandes eventos do universo Marvel. Além disso, temos a introdução dos deuses do Egito, expandindo a mitologia sobrenatural da Marvel.

Cavaleiro da Lua

A série é conduzida brilhantemente por Oscar Isaac, que tem um trabalho de interpretação fantástico, poucas vezes vista. Ele é o Marc e o Steven ao mesmo tempo, dois personagens conflitantes e com personalidades fortes dividindo o mesmo corpo, e como ele faz as trocas de características é incrível, tendo sua atuação como o grande ponto da série. Como obra, Cavaleiro da Lua, deixa a desejar em algumas situações, como nos efeitos visuais em certas cenas, o que  é meio conflitante, pois temos bons visuais em certos momentos e alguns um tanto quanto…toscos.

Tenho a sensação que não tiveram o mesmo carinho na finalização dela como nas outras obras. O roteiro tem seus furos, principalmente nos personagens secundários, como o próprio vilão, que não demonstra uma motivação clara, além de destruir o Khonshu, sendo um homem que busca a vingança contra o Deus egípcio da Lua. 

Cavaleiro da lua

Já Layla El-Faouly,  tem pequenos protagonismo durante a série, porém como interesse romântico de Marc, mas ganha um final digno, se tornando avatar da Deusa Taweret, fazendo uma dupla com o Cavaleiro da Lua.

Uma série gostosa de assistir, porém com seus defeitos. Cavaleiro da Lua tem um futuro promissor na Marvel, e espero que o herói seja introduzido logo nesse universo.


Leia Também: Brasil é eleito pelo segundo ano consecutivo como um dos principais players no desenvolvimento externo (XD) de games


Siga @Nerdrecomenda nas redes Sociais

Facebook Instagram Twitter

Um comentário

Deixe seu Comentário