Doces Magnólias - Nerd Recomenda

Doces Magnólias – Resenha

Adaptada de uma série de livros, Doces Magnólias se concentra nas relações de amizade e problemas do cotidiano

Disponível no catálogo Netflix, Doces Magnólias é baseada na série de livros homônimos escritos por Sherryl Woods, a trama se concentra na história de três melhores amigas que vivem em Serenity, uma pequena cidade na Carolina do Sul, e estão enfrentando problemas de relacionamentos, profissional e familiares.

 Doces Magnólias
Divulgação Netflix

Maddie (JoAnna Garcia Swisher), é uma mulher que está enfrentado um divórcio, em que seu ex-marido a traiu com sua assistente, e com isso ela precisa lidar com os problemas dos filhos que não estão aceitando a separação, enquanto isso sua amiga Dana Sue (Brooke Elliott), dona do restaurante da cidade, passa por dificuldades em seu relacionamento com a filha e também enfrenta problemas em seu trabalho. Por fim, Helen (Heather Headley) é uma advogada bem sucedida que está insatisfeita por ainda não ser mãe. Então juntas elas têm uma ideia para dar um novo sentido para a vida delas: abrir um SPA na cidade.

Doces Magnólias apresenta uma trama simples, porém acaba ganhando o público na medida em que vamos conhecendo mais sobre as personagens, e mesmo com um ritmo mais lento, por ser dividida em três núcleos principais consegue trazer uma variedade maior de acontecimentos.

Mesmo com o foco principal da história sendo a amizade entre essas três mulheres, a série não foge do clichê dos relacionamentos amorosos, onde Maddie vai se envolver com o novo treinador de beisebol do filho mais velho. Helen vai ter que resolver relacionamentos do passado e Dana Sue está querendo aproveitar a vida.

Doces Magnólias também desenvolve o núcleo teen da série através dos filhos adolescentes das personagens principais que estão passando por conflitos, e como toda a trama também acabam sendo problemas mais próximos da realidade.

Com a segunda temporada confirmada, Doces Magnólias é uma ótima dica de série para quem quer assistir algo tranquilo, sendo convidativa para quem gosta de séries com problemas mais reais, e que tem a intenção de passar a mensagem de que as coisas podem melhorar.

Texto por: Helena Tortorelli


Leia Também: Chris Sevla e o livro “Como não me apaixonar por você”

Siga @Nerdrecomenda nas redes Sociais

Facebook | Twitter | Instagram

Um comentário

Deixe seu Comentário

%d blogueiros gostam disto: