final fantasy - Nerd Recomenda

Final Fantasy 7: remake do game chega esse mês

Final Fantasy 7 está de volta. Este mês de abril está marcado pelo retorno de grandes clássicos no mundo dos videogames. Já tivemos o lançamento de Resident Evil 3: Remake, que tenta repaginar um dos grandes games da Capcom, trazendo elementos mais recentes. O jogo trará uma reimaginação da história do jogo original lançado em 1999, modernizando-o em diversos aspectos. Além de Resident Evil 3, vamos ter o remake do aclamado Final Fantasy 7, RPG japonês lançado em 1997 pela Square Enix. Outro título da Square que ganha remake este mês é Mana: Trials of Mana, cuja franquia foi originalmente lançada com a intenção de ser um spin off de Final Fantasy, tendo como primeiro título Mana (Seiken Densetsu), de 1991.

Então como no dia 10, FF 7 Remake chegará às lojas, sendo um exclusivo temporário de Playstation 4. Vou tentar dizer o porquê do meu hype está alto para esse lançamento. Final Fantasy 7 foi originalmente lançado na quinta geração de console, estreado no Playstation One em 1997. Devido ao poder do console e suas novas tecnologias, como o uso de leitor de CD, Final Fantasy explorou no Playstation novas possibilidades, que não poderiam ser atingidas em outros videogames, como Nintendo 64. O título tornou-se o primeiro jogo na série a empregar full motion vídeo e gráficos tridimensionais (gráficos 3d), com a maioria das cenas usando modelos de personagens sobre fundos pré-renderizados. Os sistemas de jogabilidade permaneceram praticamente inalterados em relação a jogos anteriores, porém Final Fantasy VII foi o primeiro a utilizar uma ambientação com elementos de ficção científica e uma apresentação mais realista.

Eu joguei a DEMO (demonstração) de Final Fantasy 7 Remake no Playstation 4.

A Demo se passa no primeiro capítulo, a missão de bombardeio à Shinra Electric Power Company, onde o jogador terá que explodir o Mako Reactor 1 e escapar logo em seguida. O continente do leste é onde fica a cidade de Midgar, uma metrópole industrial que serve como capital e abriga a sede da Shinra Electric Power Company, uma poderosa empresa de energia que chega a operar como o verdadeiro governo do mundo.

O jogo começa com Cloud Strife, um ex-SOLDIER (um grupo de elite militar desenvolvido pela Shinra Electric Power Company) e Barret Wallace bolando um plano para se infiltrar dentro do Mako Reactor 1 e destruí-lo.

Nessa pequena demonstração, podemos experimentar o novo sistema de combate, agora em tempo real, combinado com menus de comando. Ao apertar quadrado atacamos o inimigo, no estilo hack n slash, mas ao enchermos a barra ATB, usamos o botão X para abrir um menu no qual é possível escolher uma habilidade para usar, por exemplo: um ataque especial ou se curar através da magia. Também é possível desviar e defender, apertando bolinha e R1. Quem quiser também pode jogar Final Fantasy VII no modo clássico, onde os combates são feitos por turnos e os ataques automatizados.

Pela gameplay apresentada, FF 7 Remake vai ter uma pegada parecida com Final Fantasy 15. O jogo tem um belo desempenho em ambientes abertos, o que leva a combates não tão lineares e abre uma vasta possibilidade de combos. Já em corredores mais fechados, o jogo causar um certo estranhamento e acabar travando o desempenho do jogador. Talvez esse seja o defeito que vi na Demo de FF 7 Remake.

Nós, fãs de games, estamos ansiosos para ver como a Square repaginou um dos games que marcou toda uma geração de RPG, agora com gráficos absurdos de lindos e uma visão de terceira pessoa. Final Fantasy 7 Remake chegará dia 10 de abril nas lojas.

No dia 10 Final Fantasy 7: Remake chegará as lojas. Este mês de abril está marcado pelo retorno de grandes clássicos no mundo dos videogames. Já tivemos o lançamento de Resident Evil 3: Remake, que tenta repaginar um dos grandes games da Capcom, trazendo elementos mais recentes.

Veja também: Starless Sea (Erin Morgenstern)

Deixe seu Comentário

%d blogueiros gostam disto: