Loucura de Amor - Nerd Recomenda

“Loucura de Amor” – comédia romântica discute saúde mental de forma inteligente

“Loucura de Amor” consegue inovar ao trazer assuntos sérios e necessários na medida certa sem cair em clichês e piadas preconceituosas

Disponível no catálogo Netflix, o filme “Loucura de Amor” é um romance espanhol que mostra de forma leve e sensível o cotidiano de pacientes em um hospital psiquiátrico e os desafios que eles enfrentam pela falta de empatia e aceitação social.

Loucura de Amor
Cena do filme “Loucura de Amor” | Divulgação Netflix

A comédia romântica tem como protagonista o jovem Adri (Álvaro Cervantes), um homem que trabalha em uma revista e vive falando frases motivacionais para todos, além de ser um cara que não gosta de se envolver em um relacionamento sério. Mas tudo isso muda quando ele conhece uma mulher misteriosa que surge em uma noite e revela apenas o seu primeiro nome, Carla (Susana Abaitua).

Após essa noite incrível, Adri faz de tudo para conseguir encontrar essa mulher, mas é pego de surpresa quando descobre que Carla está internada em um hospital psiquiátrico. Adri então decide fingir ser um paciente para conseguir se internar na mesma clínica que Carla e assim tentar se aproximar dela, porém as coisas se complicam quando ele percebe que sair de lá é muito mais complicado.

A partir desse momento do filme acompanhamos uma transformação no personagem de Adri, que agora passa por uma jornada de aprendizagem ao se ver obrigado a conviver com pessoas que ele tinha uma visão muito distorcida e preconceituosa, além de também descobrir que não são simples frases motivacionais que vão resolver um problema sério e nem sempre melhorar o dia de alguém.

Apesar da história ser focada no casal Adri e Carla, durante o longa também acompanhamos outras histórias de internos da clínica, que ganham um certo destaque em alguns momentos, sendo possível entender suas dores e conhecer um pouco mais sobre o universo de pessoas que vivem com transtornos psiquiátricos.

“Loucura de Amor” conta com cenas tocantes que mostram as dificuldades que essas pessoas acabam tendo que enfrentar com relação a aceitação também dos familiares e amigos, que em diversos momentos não conseguem entender as doenças e os sintomas e reagem da pior forma possível com relação a eles.

Diferente de outros filmes de temática parecida, “Loucura de Amor” se destaca ao falar sobre assuntos delicados e tomar todos os cuidados para que as doenças mentais sejam tratadas com respeito e sensibilidade, para que em nenhum momento caia no limbo de ser uma chacota ou alvo de risadas e piadas.

O filme traz um tema muito importante e que em muitos momentos quase não tem visibilidade, sempre abordando as doenças mentais de forma leve e descontraída, trazendo como proposta uma nova visão sobre o assunto, denunciando estigmas e com uma mensagem que pode ser resumida nas frases finais de Adri:

“Da próxima vez que eu vir alguém triste, não direi que sorria. Nem vou prometer que ficará bem. Para realmente ajudar, vou deixar claro que, mesmo que eu não seja capaz de entender o que lhe passa, estarei lá caso precise de mim.”

Texto por: Helena Tortorrelli


Leia Também: ‘Demi Lovato: Dancing with the Devil’ mostra o lado B da vida da cantora pop

Siga @Nerdrecomenda nas redes Sociais

Facebook | Twitter | Instagram

Um comentário

Deixe seu Comentário

%d blogueiros gostam disto: