Lupin

Lupin – Se não é a melhor série de 2021, será! – Part I | Netflix

Lupin – A série francesa que ganhou os corações dos brasileiros em sua 1ª parte e esta prestes a conquistar o mundo com a 2ª parte que foi confirmada pela Netflix ainda para 2021
Lupin Netflix GIF - Lupin Netflix OmarSy - Discover & Share GIFs
Lupin – Part I | Netflix

No dia 08 de janeiro estreou no catálogo da Netflix a série Lupin, uma série francesa que conta com o ator Omar Sy (Intocáveis, Uma Família de Dois) e suas facetas de sempre nos entregar o melhor de si em seus filmes, além de seus personagens de grande notoriedade.

Em resumo: Inspirado pelas aventuras de Arsène Lupin, o ladrão gentil Assane Diop quer se vingar de uma família rica por uma injustiça cometida contra o pai dele. Ele é conhecido como um ladrão sofisticado e esperto, especialmente habilidoso na arte dos disfarces.

Na série Lupin, Sy interpreta Assane Diop, um imigrante senegalês que, na adolescência, viu seu pai ser incriminado pelo roubo de um colar muito valioso. Ao ser encaminhado para prisão seu pai, que era motorista, deixou um presente para seu filho: um livro de romance de Arsène Lupin. A obra se torna um refúgio para o jovem que precisa se virar sozinho e acaba se tornando uma inspiração para que ele elabore sua vingança contra os patrões milionários que mancharam o nome de seu pai.

Lupin

No decorrer da série é notável as variadas referências à Arsène Lupin. Por mais que existam brincadeiras e acenos mais sutis para agradar aos fãs dos livros, Diop não se esforça para esconder sua enorme admiração pelo personagem e por seus planos mirabolantes. Seus pseudônimos se tornam anagramas para o ladrão de casaca, as situações em que ele se envolve remetem a contos de Leblanc a pontos de tais “coincidências” chamarem a atenção de um dos detetives que o procuram.

Foi de grande sensatez colocar a dinâmica de “caça e caçador”, como gato e rato, somada a dramaticidade dos esquemas. Mas, para Lupin ser esta homenagem contemporânea interessante e maratonável, era necessário que seu protagonista tivesse um apelo sedutor semelhante ao do ladrão original. Neste sentido, não poderiam ter sido escalado alguém melhor que Omar Sy para o papel protagonista.

É notável a importância da inserção de debates sociais relevantes e como eles se entrelaçam com a jornada de Assane em pequenos detalhes e o despojam quase por completo dessa fachada de anti-herói. Um olhar torto ou um comentário sobre a aparência do protagonista são o suficiente para ilustrar o racismo da sociedade parisiense e até validar moralmente alguns de seus crimes. Como condená-lo, por exemplo, por roubar as joias de uma senhora que diz sentir saudades dos tempos do Congo Belga?

Lupin

Olhar para o passado de Assane desacelera o andar da história e coincide com muitas conveniências de roteiro, entretanto, ao envolver a investigação policial, e a série acaba perdendo parte daquela faísca que a tornou tão emocionante no início. O impacto só não é mais dramático porque Sy e o restante do elenco fazem realmente um ótimo trabalho a tempo de manter o espectador diante da TV para o último episódio, quando finalmente o passado do protagonista alcança seu presente.

No final do 5º episódio notamos os diversos ganchos intrigantes e, mais uma vez, Lupin se prova uma grata surpresa neste mês de janeiro. Envolvente, icônica e engraçada, a série é um resgate notável do clássico personagem, despertando a curiosidade dos espectadores de modo a despertar sua curiosidade para ler ao menos de um conto do ladrão de casaca. E o mais importante, trata-se de uma história original e muito criativa, que funciona você conhecendo ou não as obras de Leblanc.

Até o momento você encontrará os 5 primeiros episódios denominados como Part I de uma história que tem tudo para dar seguimento em uma 2ª temporada, além da Part II. Ao que tudo indica, podemos aguardar uma segunda parte entre abril e julho de 2021, já que a Netflix tem feito essa artimanha com outras produções como Lúcifer e O Mundo Sombrio de Sabrina.

“Lupin” – Trailer:

*Texto por Caroline Dias


Leia Também: Em Hiato do Teatro, Velson D’Souza desfruta de bom momento no audiovisual

Siga @Nerdrecomenda nas redes Sociais
Facebook | Twitter | Instagram

Um comentário

Deixe seu Comentário

%d blogueiros gostam disto: