shadow and bone

Shadow and Bone – a nova série da Netflix vale toda a hype?

Para a alegria dos fãs ansiosos (como eu), a série Shadow and Bone, inspirada nos livros da autora Leigh Bardugo e adaptada para a Netflix, estreou dia 23 na plataforma da streaming.

A série conta a história de Alina Starkov, uma simples cartógrafa do exército de Ravka, um país em constante conflito armado em suas fronteiras, delimitadas pela Dobra, um enorme território dominado pela escuridão, onde criaturas violentas e horríveis, os Volcra, estão à espreita para atacar aqueles que ousarem atravessá-lo. Apesar do perigo, Alina e seu amigo de infância, Malyen Orestev (também chamado de Maly ou Mal), acabam fazendo parte de uma comitiva que deve atravessar a Dobra. Nessa empreitada, o grupo dos personagens é atacado, e ao tentar proteger a vida de Maly, Alina vai descobrir que ela é, na verdade, uma Grisha. Mas não qualquer uma: ela é a Conjuradora do Sol, a quem os Grishas têm esperado há séculos, pois só seus poderes são capazes de dissipar as sombras da Dobra e trazer paz à Rakva.

Mas será que a série vale mesmo toda a atenção que tem recebido? Será que a adaptação ficou boa ou esse será mais um daqueles desapontamentos que os fãs de livros já cansaram de ter com séries/filmes que não atendem às expectativas?

Se essa é a sua questão principal, vamos já tirar isso do caminho:

JOGA A SUA POSSIBILIDADE DE DECEPÇÃO NO LIXO E ESQUECE ELA LÁ NA ESCURIDÃO DA DOBRA PORQUE DESAPONTAMENTO É O QUE NÃO TEM AQUI!!!!! (UHUUUUUUULLLL!!!!!)

Ufa! Que felicidade poder dizer isso em voz alta!! hahahaha Agora, vamos analisar mais de perto essa maravilhosidade chamada Shadow and Bone. Bora lá!

shadow and bone grisha
Trilogia Grisha – 1ª história dentro do universo Grisha
six of crows
Duologia Six of Crows – 2ª história dentro do universo Grisha

A série Shadow and Bone é baseada nas duas primeiras histórias dentro do universo Grisha escritas pela autora Leigh Bardugo, sendo exatamente esse o primeiro desafio dos produtores da adaptação: o roteiro. Como reescrever em uma única história eventos que nunca aconteceram simultaneamente?

Isso mesmo. A gangue dos Dregs (Kaz, Inej e Jesper) nunca encontraram-se pessoalmente com Maly e Alina!! A história dos corvos acontece anos depois, na duologia Six of Crows, e nada tem a ver com a trilogia Grisha, que conta a história da Alina!!!

Apesar da dificuldade de juntar essas duas histórias, esse trabalho foi realizado magnificamente pelos roteiristas da série. A forma como os Dregs são inseridos na trilogia Grisha é uma adaptação muito bem pensada do roteiro original: em ambos os casos a missão dos Dregs é se infiltrar em uma fortaleza impenetrável (o Pequeno Palácio, na série, ou a fortaleza Drüskelle, no livro) e acabar se envolvendo em um conflito muito maior do que seus objetivos iniciais. Conseguimos o mesmo plot na série? Ouso dizer que sim. (confira aqui a resenha de Six of Crows)

Inclusive, um abraço para quem teve a ideia para o final do episódio 5 e a ideia da cabra. Roteiristas, vocês são meus heróis.

shadow and bone
Os Dregs: Jesper Fahey, Inej Ghafa e – o patrão – Kaz Brekker (da esquerda para a direita)

Outro ponto de preocupação dos fãs (ou de alguns, pelo menos), era a relação entre Alina e Maly. Sendo um dos primeiros livros da autora, digamos que, no original, eles não mantêm uma relação muito… madura. E não é novidade pra ninguém que leu os livros que a Alina é uma personagem cheia de altos e baixos, a quem falta alguma constância (resenha dos livros aqui).

Porém, qual não foi a minha surpresa quando logo no começo da série a relação entre Alina e Maly é um verdadeiro relationship goal??? As cenas entre os dois no primeiro episódio, incluindo os flashbacks da infância, são um acalento para o coração, e a confiança entre os dois personagens é todo o aprofundamento que eles mereciam, porém nunca haviam recebido até agora.

Novamente, obrigada roteiristas, vocês são meus heróis por fazerem da Alina uma personagem 50% melhor, e as atitudes do Maly com a Alina 100000000% melhor.

shadow and bone
Alina e Maly, fosíssimos, tendo mais tensão romântica em 5 minutos de série do que em três livros inteiros

E é claro, não podemos nos esquecer DELE. O ídolo. O homem mais poderoso dessa parada toda. O general tanto temido quanto amado. O Darkling.

Ben Barnes faz um trabalho incrível dando vida a um dos rostos mais emblemáticos da Trilogia Grisha, entregando toda a sutileza que esperávamos para esse personagem. Um verdadeiro Lorde das Trevas.

Acho que vocês já entenderam essa parte, mas quero agradecer aos roteiristas que optaram por construir o background do Darkling desde essa primeira temporada. Gratidão.

shadow and bone darkling
General Kirigan, Grisha que controla as sombras, também conhecido como O Darkling

Para resumir a babação de ovo, a série da Netflix conseguiu entregar tudo o que uma fã do mundo Grisha como eu poderia ter pedido: ajustou as falhas da trilogia original, fazendo os protagonistas muito mais gostáveis e os perigos muito mais reais, além de criar uma história que faz jus ao quão amada é a história dos Dregs, que mesmo fora de seu plot original, continuam cativando com suas personalidades únicas e planos infalíveis dignos de “Onze Homens e Um Segredo”.

Um último comentário que não poderia ser deixado de lado, foi o cuidado dos produtores na caracterização de todos os personagens, que poderiam muito bem ter pulado para fora das páginas do livro, tamanha sua semelhança física às descrições da Leigh Bardugo. Com uma pequena exceção da personagem Alina, que, no original, não é parte Shu.

Mais uma escolha acertada dos roteiristas, que ao fazer essa modificação, além de inserir representatividade asiática ao elenco (que já possuía personagens negros, marrons, lgbt e com mobilidade reduzida), usam a ascendência da personagem como mais um pilar para construir sua personalidade e embasar suas escolhas durante o enredo. Genial!!

shadow and bone
A descoberta de Alina como a Conjuradora do Sol

Os 8 episódio lançados de Shadow and Bone são apenas a primeira parte da história da ascensão da Conjuradora do Sol e das aventuras dos Dregs. Com um início tão bom, tudo o que esperamos é que novas temporadas sejam lançadas em breve, e que nelas possamos encontrar ainda outros personagens que não apareceram, como Wylan Van Eck (sabe a menção de Jesper de querer alguém capaz de fazer bombas? Então…), e o amadíssimo Nikolai Lantsov (altas expectativas para esse personagem!!).

Netflix, vamos agilizar essa segunda temporada aí? Os fãs ansiosos continuam ansiosos kkkkkkk

Abaixo você encontra a explicação do mundo Grisha dada pela própria Leigh Bardugo e os produtores da série Shadow and Bone.

Texto por: Larissa Diniz (@cons.ciencialiteraria)

LEIA TAMBÉM: Ganhador de César de Melhor Atriz, ‘MINHAS FÉRIAS COM PATRICK’, chega aos cinemas na próxima quinta (29)

Siga @Nerdrecomenda nas redes Sociais

Facebook | Twitter | Instagram

3 Comentários

Deixe seu Comentário

%d blogueiros gostam disto: