umasegundachanceparaamar_nerdrecomenda

Uma Segunda Chance para Amar: mais que uma comédia romântica

umasegundachanceparaamar_nerdrecomenda
Imagem do filme Uma Segunda Chance para Amar (Foto: Divulgação)

O filme Uma Segunda Chance para Amar (Last Christmas) é mais do que uma simples comédia romântica, porque não conta só mais um historinha de amor. A obra traz a tona diversos assuntos atuais e super relevantes, como a imigração forçada, xenofóbia, depressão e doação de órgãos. A obra é protagonizada pela atriz Emilia Clarke, que ganhou fama depois de passar anos sendo Daenerys Targaryen, na série Game of Thrones. Mas para mim, o papel mais significativo dela foi no filme Como eu era Antes de você, que com certeza está na minha lista de longa-metragens favoritos.

A doce Lou me conquistou ainda quando eu terminava o primeiro livro da série, mas depois de ver a atriz britânica dando vida a personagem, com muita maestria, passei a gostar ainda mais da história. Eu lembrei exatamente dessa personagem, ao assistir Uma Segunda Chance para Amar. Assim como Lou (protagonista da história Como eu era Antes de você), Kate também é uma jovem perdida, sem objetivos, fechada para o mundo e as novas experiências.

Mas as semelhanças com a Lou acabam por aí. Kate é uma jovem egoísta, que vive brigando com a mãe e a irmã, não gosta de seu emprego atual, mas também não faz nada para mudar a situação. Vive sem se apegar a nenhum relacionamento amoroso e tem dificuldades de permanecer mais de alguns dias em uma casa. Isso acontece bastante porque ela não quer mais morar na casa da família, e sempre apronta na casa dos amigos que a convidam para se hospedar.

Durante o dia, Kate é trabalha como um elfo em uma loja de artigos natalinos, e a noite ela frequenta um bar, onde afoga as mágoas. A vida parece sem graça até conhecer Tom. O sorridente entregador de comida conquista a mocinha desde o começo. Sim, o filme é uma comédia romântica, que traz consigo vários clichês do gênero, mas como comentei, não é só isso.

Ele também traz vários elementos de drama. Depois de um tempo vamos descobrir a motivação principal por trás da insatisfação de Kate com a vida. No Natal anterior, ela sofreu um acidente e precisou receber um transplante de coração para permanecer viva. Fiquei bem chocada com a revelação! E depois dessa cirurgia, a protagonista de Uma Segunda Chance para Amar nunca mais se sentiu a mesma. Além de ficar cercada pelos cuidados excessivos da mãe, ela ouvia de todos o quanto tinha sorte de estar viva, mas essa gratidão demorou para chegar.

Além desse situação, o drama se mostra presente no medo que os pais imigrantes sentem de serem enviados de volta para sua terra natal, a Iugoslávia. Eles se mudaram para Inglaterra com as duas filhas filhas ainda eram crianças, para fugir da guerra que aterrorizava o país. Apesar disso, a língua materna, os costumes e a culinária se mantém presente no dia a dia da família.

O que mais me fez gostar do filme é que ele não foca na relação dos dois, de Kate e Tom. Apesar dele ser muito importante no processo de mudá-la, ela acaba sendo a protagonista da sua própria história. Depois de um choque de realidade, Kate começa a dar mais valor para a família, se importar com os amigos e desconhecidos.

No meio para o final do filme, ainda não se sabe por qual caminho Kate vai seguir, mas a vida já não é mais a mesma. A mocinha volta a gostar de cantar, começa ajudar um abrigo para sem-tetos e recebe uma revelação surpreende. Sério, não imaginava que a história ia ter esse destino final.

A inspiração para Uma Segunda Chance para Amar

Muitos filmes chegam aos cinemas depois de serem adaptados de livros ou para recontarem uma importante história real, mas esse não é o caso de Uma Segunda Chance para Amar. A obra foi inspirada na música do cantor George Michael que dá nome ao filme. Dá para acreditar? A clássica trilha sonora, Last Christmas, que tem mais de 30 anos de existência, dá o tom, clima e rumo para o filme.

Para quem se interessou pela história, ela está disponível para assistir no Telecine.

Classificação de Rebecca Vettore (@rebeccavettore): 4 estrelas

Leia também: ‘Chemical Hearts’: Estrelado por Lili Reinhart, filme retrata o luto na adolescência.

Siga @Nerdrecomenda nas Redes Sociais

Facebook | Twitter | Instagram

Deixe seu Comentário

%d blogueiros gostam disto: