romances asiáticos

10 romances asiáticos pra quem gosta de doramas

Aqui no Nerd Recomenda, já fizemos a lista dos 8 livros que se passam no leste asiático, focando no gênero de fantasia. Mas nem só de histórias de espadas e demônios vive a Ásia, certo?

Na lista de hoje, os dorameiros que se segurem na cadeira, porque aqui vão romances asiáticos que você com certeza vai querer conferir!

1 – Asiáticos Podres de Ricos

asiáticos podres de ricos

Quando Rachel Chu chega a Cingapura com o namorado para o casamento de seu melhor amigo, imaginava passar dias tranquilos com uma simpática família. Só que Nick não mencionou alguns detalhes, como o fato de sua família ter muito, muito dinheiro, que ela viajaria mais em jatinhos particulares do que de carro e que caminhar de mãos dadas com um dos solteiros mais ricos da Ásia era como ter um alvo nas costas.

Logo, Rachel percebe que não será poupada das fofocas e intrigas. Isso sem falar na mãe de Nick, uma mulher com opiniões bem fortes sobre com quem o filho deve – ou não – se casar. Um passeio pelos cenários mais exclusivos do Extremo Oriente – das luxuosas coberturas de Xangai às ilhas particulares do mar da China Meridional –, Asiáticos podres de ricos é uma visão do jet set oriental por dentro.

2 – Um Lugar Só Nosso

um lugar só nosso

Lucky ingressou muito cedo no universo do K-pop. Aos dezessete anos, ela é uma febre na Ásia e a grande aposta de sua gravadora para conquistar o Ocidente — mas ainda tem dúvidas de que essa é a vida que realmente deseja. Por isso, em uma noite pouco antes de viajar para os Estados Unidos, ela resolve sair disfarçada de um hotel em Hong Kong para fazer tudo o que quiser.


É então que Lucky encontra Jack, um jovem paparazzo. Sem saber que está ao lado de uma das maiores celebridades do momento, ele acompanha a garota pela cidade e os dois desenvolvem uma conexão especial, mas Jack logo se vê num dilema quando percebe que tem o maior furo de sua carreira bem à sua frente.


Em um fim de semana repleto de música e reviravoltas, os dois se aproximam e aprendem muito um com o outro — mas as mentiras entre eles podem colocar tudo a perder.

3 – A Pho Love Story

pho love story

Se Bao Nguyen tivesse que se descrever, ele diria que é como uma rocha. Estável e forte, mas particularmente desinteressante. Sua notas são medianas, suas habilidades sociais apenas normais. Ele trabalha no restaurante de pho de seus pais, e mesmo lá ele é o empregado favorito número quinze. Nada ideal.

Se Linh Mai tivesse que se descrever, ela diria que é como um fogo de artifício. Estável quando acendido, mas cheia de pontencial para o fogo e diversão. Ela ama arte e sonha em seguir uma carreira nisso. O único problema? Seus pais contam com ela de modos que eles não estão dispostos a admitir, incluindo seu trabalho praticamente de tempo integral no restaurante de pho da sua família.

Por anos, os Mais e os Nguyens tiveram suas desavenças, tendo restaurantes competitivos na vizinhança. Bao e Lihn, que estiveram se evitando pela maior parte de suas vidas, conseguem sentir que os ares são de muito mais do que uma competição amigável. Mas então a chance de encontro leva Bao e Lihn para o mesmo lugar, e ambos começam a pensar por que demorou tanto tempo para que os dois se conhecessem.

4 – You’ve Reached Sam

you've reached sam

Julie Clarke, uma garota de dezessete anos, tem seu futuro todo planejado — se mudar junto de seu namorado Sam da cidade pequena em que vive, entrar em uma universidade na cidade, e passar o verão no Japão. Mas então Sam morre. E tudo muda.

De coração partido, Julie não vai ao seu funeral, joga fora todos os pertences do namorado, e tenta de tudo para esquecê-lo. Mas uma mensagem que Sam deixou em seu anuário força memórias a retornarem. Desesperada para ouvi-lo mais uma vez, Julie liga para o celular de Sam apenas para ouvir sua voz na secretária eletrônica. Mas Sam atende o telefone.

A conexão é apenas temporária. Mas ouvir a voz de Sam faz Julie se apaixonar por ele mais uma vez, a cada nova chamada, e se torna cada vez mais difícil deixá-lo ir.

5 – Not Here to Be liked

not here to be liked

Eliza Quan é a perfeita candidata para editora chefe do jornal da escola. Isto é, até que o ex-atleta Len DiMartile decide disputar a vaga com ela por puro capricho. De repente, todas sua vasta qualificação não quer dizer nada porque o inexperiente Len — que é alto, bonito e homem — se parece mais com um líder.

Quando a frustração de Eliza viraliza na forma de um texto, ela se encontra como a inspiradora de uma movimento feminista que ela nunca planejou começar. Presa entre aqueles que acreditam que ela é algum tipo de lutadora pela igualdade de gênero, e outros que ela está apenas espalhando misogenia.

No meio desta crescente tensão, a escola pede que Eliza e Len trabalhem lado a lada para demonstrar civilidade. Mas enquanto eles começam a conhecer um ao outro, Eliza se sente cada vez mais perto de uma horrível compreensão – ela está se apaixonando pela figura do patriarcado encarnado!

6 – XOXO

xoxo

Jenny não conseguiu ganhar um prêmio de melhor celista clássica sem ter escolhido treinar ao invés de se divertir. Isto é, até a noite em que ela conhece Jaewoo. Misterioso, bonito, e um pouco atormentado, Jaewoo é exatamente o tipo de distração que Jenny normalmente evitaria. Mas mesmo assim ela se sente incapaz de não passar uma tarde inesquecível percorrendo Los Angeles com ele, na noite anterior de seu volto de volta a Coréia do Seul.

Com Jaewoo a um oceano de distância, não há razão para imaginar como as coisas poderiam ter sido. Mas quando Jenny e sua mãe se mudam para Seul para tomar conta de sua avó, quem ela descobre que acaba de ser aceito na sua academia de elite de artes? Jaewoo.

Aparentemente, Jaewoo não é qualquer estudante. Ele é membro de uma das maiores bandas de k-pop do mundo. E como a maioria dos ídolos de k-pop, Jaewoo está estritamente proibido de namorar qualquer pessoa.

7 – Loveboat, Taiper

love boat taipei

Nossos primos participaram deste programa” Sophia sussurra. “Melhor guardar segredo. Não tem supervisão.

E com essa informação, o versão de Ever Wong toam uma rota inesperada. Chien Tan era o programa pelo qual ela estava esperando, um programa educacional extremamente estrito. No lugar dele, ela encontra Loveboat: um programa grátis que dura o verão inteiro, onde conexões existem aos montes, assim como sangue de cobras. Os adultos fingem que não veem, e a vida noturna nunca para.

Mas nem todo estudante é o que parece ser: Ever está trabalhando para ser um médica, mas guarda uma paixão secreta pela dança. Rick Woo é uma criança prodígio destinada a Yale, a mladição da vida de Ever, mas sua perfeição guarda um segredo. Sophie Ha, louca por garotos e obcecada por moda, pode ser mais do que parece a primeira vista. E sob a concha sexy de Xavier Yeh está enterrada uma verdade vergonhosa que ele nunca vai admitir.

Quando a vida desses estudantes colidir, este será um verão que Ever jamais esquecerá.

8 – The Noh Family

the noh family

Quando seus amigos lhe dão, de brincadeira, um teste de DNA, a colegial Chloe Chang não pensa muito antes de testá-lo. Ela não espera muito do resultado, afinal ela é filha única, e vive sozinha com sua mãe desde a morte de seu pai. Mas o teste revela algo que Chloe nunca imaginaria: ela tem um outro braço de sua família, por parte de seu pai, a meio mundo de distância, na Coréia. Esses parentes estão entre as famílias mais ricas em Seul, e quando descobrem de sua existência, ficam entusiasmados para conhecê-la.

Sua mãe nunca teve uma boa relação coma família de seu pai, por isso nunca comentou nada, mas ela não pode impedir Chole de viajar até Seul e passar duas semanas conhecendo a família Noh.

No começo, Chloe está se divertindo ao conhecer Seul com sua nova amiga Miso Dan, a filha de uma das antigas amigas de escola de sua mãe, mas em breve Chloe vai descobrir porque os Noh a querem em Seul. Será que se juntar a família Noh é pior do que viver sem nem saber que eles existem?

9 – I Love You So Mochi

i love you so mochi

Kimi é obcecada por transformar páginas em verdadeiros originais: roupas arrojadas que fazem com que ela e suas amigas se sintam como as melhores versões delas mesmas. Mas a mãe de Kimi desaprova, e quando terminam por brigar, Kimi é surpreendida de seus avós convidando-a para passar as férias de verão em Kyoto. Aproveitando a oportunidade de escapar do desastre emq ue sua vida se encontra, Kimi vai, e quando ela chega, encontra uma cultura ao mesmo tempo familiar e estrangeira para ela.

Ela se perde em meio aos mercados da cidade, instalações artísticas, e o festival de flores de cerejeira… e conhece Akira, um lindo estudante de medicina fantasiado como um mascote na forma de mochi. O que começou como uma viagem para fugir de problemas, rapidamente se transforma em um caminho para Kimi conhecer mais das coisas que sua mãe deixou para trás, e descobrir onde seu coração verdadeiramente está.

10 – The Bride Test

the bride test

Khai Diep não tem sentimentos. Bem, ele sente irritação quando mechem em suas coisas e contentamento quando os as contas do balance financeiro estão acertadas até os centavos, mas não grandes e importantes emoções, como luto. Ele acha que tem algum defeito. Sua família acha outra coisa – pensa que seu autismo faz com que ele processe emoções de forma diferente. Enquanto ele evita relações, sua mãe resolve tomar o assunto em suas mãos e retorna para o Vietnã para encontrar a esposa perfeita.

Como uma garota de raças misturadas vivendo nas favelas da cidade de Ho Chi Mihn, Esme Tran sempre se sentiu fora de lugar. Quando a oportunidade de ir para a América e conhecer um marido em potencial aparece, ela não pode nega-la, pensando que esta pode ser uma grande oportunidade para sua família. Seduzir Khai, no entanto, não vai como planejado. Todas as lições de Esme sobre amor não parecem estar funcionando… embora estejam ao contrário. Ela está completamente apaixonada por um homem que ela está convencida que nunca irá retornar sua afeição.

Texto por: Larissa Diniz (@kitsune.literaria)


LEIA TAMBÉM: Lana Del Rey lança o single “Watercolors Eyes”, parte da trilha sonora da série “Euphoria”, da HBO


Siga @Nerdrecomenda nas redes Sociais

Facebook Instragram Twitter

Um comentário

Deixe seu Comentário