musical da passarinha

O Musical da Passarinha – um show de sensibilidade e acessibilidade

Delicado e cativante, O Musical da Passarinha é uma história para guardar no coração

O Musical da Passarinha estreou no dia 19 de fevereiro no Teatro Sérgio Cardoso, na cidade de São Paulo, e é a história perfeita para se emocionar e sentir seu aquele quentinho gostoso no coração.

A história começa apresentando Rita, uma menina cheia de brilho nos olhos cujo maior sonho é conhecer o teatro, e sua mãe, Carmen, que tem o sonho de voar. As duas moram em uma pequena cidade do interior, sem muitas possibilidades e bem longe de um teatro de verdade.

Certo dia, um milagre acontece. As duas recebem a visita de uma cantora de ópera em sua casa, e esse encontro enche a vida das duas de novas perspectivas.

A história da Passarinha é uma mistura de poesia e delicadeza. Num cenário simples e acompanhamento musical modesto, a atmosfera que o espetáculo cria é aconchegante e muito próxima ao público. Em apenas 50 minutos de apresentação, somos introduzidos a uma casa de gente simples, mas de grandes sonhos, numa narrativa que mistura a dura realidade do luto, entendimento do sentido da vida, e sonhos esquecidos, com a visão inocente de uma criança.

musical da passarinha
Rita e sua mãe Carmem, protagonistas dO Musical da Passarinha (arte divulgação)

Além do lindo roteiro, este não é a único motivo para assistir O Musical da Passarinha. A maior realização do espetáculo é a forma magistral na qual conseguiram criar um espetáculo 100% acessível, de forma que mesmo pessoas com deficiência visual ou auditiva são capazes de aproveitar completamente a experiência do teatro musical.

No palco, cada fala dos personagens, incluindo as músicas, são traduzidas por um intérprete ou pelo próprio ator em cena. E vale mencionar, o intérprete não fica presente no palco apenas como um elemento extra. Não, o intérprete é também um ator que interage dentro da cena, e se mescla completamente dentro do contexto.

E os intérpretes são para todos. Assim como a linguagem falada é traduzida para as libras, da mesma forma as falas do personagem Miguel, surdo e que se comunica na língua de sinais, é também traduzida simultaneamente na língua falada. Por fim, para os deficientes visuais, todas as sessões contam com autodescrição.

Sobre o objetivo de criar um espetáculo acessível, Emílio Rogê, diretor geral, roteirista e compositor das canções dO Musical da passarinha, diz: “Quero que todos e todas enxerguem o teatro como esse espaço anárquico das vozes que vão ser ouvidas e enxergadas, cada uma a sua maneira. É um tempo de narrativas singulares, mas que se nutrem em comunidade“.

O espetáculo ficará em cartaz até dia 10 de abril, e é, com toda certeza, uma experiência que nos faz relembrar o significado da magia do teatro, e que ela é para todos.

Os arranjos e a direção musical são de Eric Jorge, que assina as músicas ao lado de Kiko Pessoa.

Serviço

Temporada: 19 de fevereiro a 10 de abril

Datas: Sábado e Domingo, 15h

Duração: 50 min

Classificação: Livre

Preço: Inteira R$40,00; Meia R$20,00

Ingressos: clique aqui

Lugar: Teatro Sérgio Cardoso, Bela Vista, São Paulo

*Com interpretação de libras e autodescrição em todas as sessões

Projeto Escola: Às sextas-feiras, as sessões são gratuitas e exclusivas para escolas e instituições que atendem crianças deficientes. (Agendamentos são feitos pelo e-mail agenciadramatica@gmail.com )


Leia Também: Camila Cabello está de volta com novo single “Bam Bam”, com participação de Ed Sheeran


Siga @Nerdrecomenda nas redes Sociais

Facebook Instagram Twitter

Um comentário

Deixe seu Comentário