Rent - Nerd Recomenda

O Impacto de “Rent, The Musical”

O musical “Rent” concebido por um dos maiores artistas da Broadway chegou aos palcos para transformar toda uma geração

As peças musicais têm sido por muito tempo um símbolo notável para aqueles que vão para Nova York e ficam na cidade. A Broadway é o lugar mais conhecido onde muitos artistas desejam um dia ter a oportunidade de se apresentar, e além disso, as pessoas têm um tempo incrível desfrutando das produções mais importantes através das mais introspectivas, um centro de entretenimento desde o início do século XX. Além disso, vários musicais têm uma discussão importante e também trazem para as pessoas um momento de reflexão, retratando a sociedade de um determinado período e algumas questões profundas e impactantes. Assim, um grande exemplo disso é o musical rock “Rent” que aponta temas escondidos pela maioria das pessoas e, em seguida, é possível identificar nesta obra seu verdadeiro significado.

Elenco Original de RENT (1996)
Elenco Original de RENT (1996)


 Inicialmente, como nasceu Rent? Começa com um jovem dramaturgo chamado Billy Aronson que originalmente conceituou esta peça no final dos anos 1980. Então ele se juntou ao compositor Jonathan Larson na equipe e Larson começou a escrever as músicas, letras do show. Além disso, ambos tinham uma inspiração direta na ópera de Giacomo Puccini chamada La Boheme, uma ópera de quatro atos sobre os boêmios que viviam em Paris em 1840. Mesmo que o projeto tenha sido composto por Aronson, Larson consolidou a peça a partir de sua decisão de assumir o projeto sozinho para que ele fosse o responsável pelo que Rent é reconhecido hoje. Então, Jonathan Larson reescreveu a peça em 1993 substituindo Paris de Puccini por East Village em Nova York. Além disso, pode-se ver que a nova versão feita por ele foi uma autobiografia pelo fato de que Larson incorporou vários elementos de sua vida. Ele viveu em Nova York por muitos anos como artista miserável sem perspectiva, futuro incerto. O grande compositor sacrificou toda uma vida de estabilidade por sua paixão- arte – e compartilhou as mesmas esperanças e medos que os personagens de sua peça.

A primeira vez da apresentação de Rent foi no New York Theater Workshop e imediatamente quem teve a chance de assistir exclusivamente à peça encorajou os produtores a colocá-los na Broadway. Mas, primeiro o musical Rock estreou em Nova York como espetáculo Off-Broadway em 26 de janeiro de 1996 antes de finalmente se mudar para o palco da Broadway. Então, em 29 de abril de 1996, o espetáculo foi colocado no teatro mais famoso da Broadway: o teatro Nederlander. A partir desse momento, o sucesso aumentou dia após dia, teve aclamação da crítica e uma enorme popularidade entre os americanos e aqueles que foram ao teatro apenas para confirmar o quão revolucionário era a peça. 

RENT, original musical
Elenco Brasileiro de RENT (2017)

Qual é o enredo? Começando no palco com Mark, um cineasta, e Rogers, um músico de rock em um apartamento em Manhattan na véspera de Natal- ambos lutam para produzir e mostrar sua arte ao mundo, e ser reconhecidos por ela. Em seguida, Benny, até então amigo de ambos, é o novo dono do prédio e exige o aluguel do ano passado, quebrando sua promessa de deixá-los viver no loft de graça- Benny estava totalmente ciente de que eles não poderiam pagar o aluguel e que trouxe à tona um sentimento de frustração em Mark e Roger de serem artistas falidos incapazes de pagar as contas e também de encontrar uma pura inspiração para suas artes. Enquanto isso, o amigo de Mark e Rogers, Tom Collins, um professor universitário gay de Filosofia, vem visitá-los, mas ele é assaltado. Então, somos apresentados a Angel, uma baterista travesti que encontra Collins deitado na rua e o ajuda, de repente eles se atraem um ao outro e rapidamente descobrem que ambos têm AIDS.

Depois disso, há uma cena em que Roger canta sobre sua necessidade de escrever uma grande canção para finalmente deixar sua marca no mundo antes de morrer de AIDS- Roger também é soro positivo. Então há mais um confronto entre Mark e Benny devido ao desejo de Benny de construir um estúdio em um lugar onde muitos semteto seriam expulsos. Além disso, Maureen, ex-namorada de Mark, está promovendo um protesto contra esse plano. Indo para o ato final, o grupo de amigos assiste à apresentação de Maureen que critica o projeto de Benny e também vemos Joanne, namorada de Maureen, que é advogada e apoia o protesto com sua amada. 

No primeiro ato, Roger pede desculpas a Mimi, uma dançarina que começou a flertar com ele no início da história, mas ele a rejeita porque alguns pontos do passado ainda o prendiam, por ser tão rude. É visto que Roger tem medo de estar nessa relação porque Mimi é uma viciada em heroína, o que levou à sua própria infecção pelo HIV, ele não quer que Mimi sofra este momento terrível que ele sofreu com sua exnamorada que morreu de AIDS. Mas o ponto final é quando Mimi e Roger descobrem que ambos são HIV positivos. 

O segundo ato começa na véspera de Ano Novo, os casais passaram por muitas ocorrências meticulosas, mas inicialmente eles podem superá-los e estão juntos e felizes. Perto do Dia dos Namorados, dois casais se separam: Maureen e Joanne, Roger e Mimi, como resultado do medo, frustração. A cena vai ao seu clímax com a morte de Angel devido a Aids. A partir desse momento, no funeral, os amigos se reúnem para reviver as memórias de Angel, então eles começam a perceber o vazio de viver sozinho: a reconciliação entre Maureen e Joanne. Roger deixa Nova York, mas não consegue esquecer Mimi e Mark decide ter um emprego formal, mas ele está totalmente insatisfeito. De repente, ambos têm uma epifania, então Roger descobre sua verdadeira canção em Mimi e Mark vê nas memórias de Angel seu filme.

Elenco Original de RENT
RENT, original musical

De volta a Nova York na véspera de Natal, (um ano depois desde a primeira cena) Rogers encontra Mimi em delírio de viver na rua durante o inverno; então eles esclarecem os mal-entendidos, e Mimi diz a Roger que o ama. Ele canta a canção inspirada em Mimi e logo depois ela está quase morrendo, mas por alguma razão ela pode permanecer forte. No final, todos se emocionam, reafirmando uma frase “no day, but today” – um momento final de aproveitar o tempo que se tem juntos.  

No entanto, qual o motivo desse musical ser tão significativo? Rent foi um dos raros musicais a abrirem uma discussão sobre temas como AIDS, moradores de rua, sexualidade, o mundo da drag queen e drogas naquela época. Está localizada em uma Nova York onde o número de pessoas que vivem na rua aumentou diariamente, assim como a gentrificação foi fenômeno, que as pessoas não podiam mais pagar por ter um lugar confortável para morar. Além disso, a onda de AIDS surgiu no mundo e foi algo evitado pela sociedade a ser comentado. A peça foi importante para apontar isso, fazendo com que as pessoas entendam que ter essa doença não te transforma em cadáveres; é possível ter uma vida que as pessoas devem viver ao máximo. A questão da falta de moradia é vista em algumas cenas expondo o tratamento horrível dado aos sem-teto pela polícia, descartando sua dignidade como seres humanos. Além disso, a condição de uma drag queen não é uma situação problemática na peça, não há nenhum momento em que Angel seja oprimido por sua transexualidade- ela é encarada como alguém normais em que de fato é. Em conclusão, a parte mais bonita deste trabalho é como as pessoas lidam com a morte – não é romantizar isso, mas não transformá-la em uma dor e tristeza eternas; RENT fala sobre amor, reencontros, amizade e alegria de viver. Ele nos lembra que devemos viver a vida ao máximo, abraçar aqueles ao nosso redor, e nunca hesitar em dizer que amamos alguém.   

Texto produzido por Daniel Meireles


Leia Também: Amor e Monstros | A comédia, o amor e o suspense valem a pena?

Siga @Nerdrecomenda nas redes Sociais

Facebook Twitter | Instagram

Deixe seu Comentário

%d blogueiros gostam disto: