Seus Olhos Dizem

Resenha: Seus Olhos Dizem

O longa estreia nos cinemas das redes Cinemark e Cinépolis quinta-feira, 14 de outubro

Seus Olhos Dizem (em japonês: きみの瞳(め)が問いかけている) é um daqueles romances jovens que dão um quentinho no coração, unindo dois personagens, cada qual com sua própria adversidade, e os tornando mais fortes juntos. O filme é um remake de uma produção sul-coreana, “Always” (2011), e conta com uma canção original da banda BTS.

O filme começa com Antonio Rui Shinozaki (Ryusei Yokohama), um ex-lutador de kickboxing que consegue um emprego num estacionamento e, logo em seu primeiro dia, conhece Akari Kashiwagi (Yuriko Yoshitaka), uma moça que visitava sempre o ex-funcionário do local para assistir novela com ele. O primeiro encontro deles chega a ser curioso, visto que a moça é parcialmente cega (ela só enxerga vultos), de forma que ela pensa que Rui é tipo um tiozinho e, no final das contas, eles acabam vendo a bendita novela juntos. E fazendo disso um hábito.

"Mesmo sendo cega, posso dizer muito sobre você."
Seus Olhos Dizem
Créditos: Sato Company

Apesar do cenário colorido, Rui ainda sofre com o seu passado, quando participava de lutas clandestinas e estava envolvido com a yakusa (máfia japonesa), o que o fez passar um tempo na cadeia. No começo ele evita contar sobre isso, mas depois ele compartilha sua história com a Akari e, após alguns eventos, o relacionamento deles começa de fato. Rui até volta a treinar kickboxing, o que ele gostava de fazer e Akari começa a buscar várias atividades diferentes, para voltar ao mercado de trabalho, já que ela não gosta de depender dos outros.

Seus Olhos Dizem
Créditos: Sato Company

E parece tudo lindo e maravilhoso, se isso ainda não fosse nem metade do filme, o que já deixa claro que teremos problemas por aí, e esses problemas estão atrelados ao passado conturbado do Rui que, acredite se quiser, tem ligação com o acidente que deixou a Akari cega e culminou na morte dos pais dela.

Houve alguns momentos que eu senti que o relacionamento deles evoluía rápido demais, mas entendo que é um filme e não temos tempo para enrolação e drama em excesso sobre sentimentos conflituosos, coisa típica de mangá shoujo, por exemplo.

Ainda assim, passar de “de repente estamos juntos” para “estamos morando juntos” e eu não ouvi nem um “eu te amo”. Fiquei na seca por esse clichê, mas isso é preferência minha, não afeta o filme, de forma alguma, ainda temos interações fofas ao longo da trama.

“Eu quero que você veja um futuro brilhante, mesmo se eu não estiver lá”.

Não vou dizer que é uma história completamente inovadora, diferente de tudo que já vi por a premissa ser bem normal e várias das decisões tomadas na história eram previsíveis (lembrando que “normal” não quer dizer ruim). Mesmo que a história não seja original, ela ainda consegue transmitir aquele sentimento positividade, de mostrar o crescimento de um amor sincero e gentil. Mesmo quando as coisas dão errado lá na frente, você se pega torcendo para que tudo se resolva logo, porque esses dois personagens merecem um final feliz.

O filme conta com uma canção original da famosa banda sul-coreana BTS, “Your Eyes Tell”. Segundo os produtores: “Nós queríamos uma balada romântica emocionante que servisse de emblema para a história de amor do filme“. A música foi composta por Jung kook (vocalista da banda), após ler o roteiro e ver uma primeira versão do filme. A quem tiver interesse, a faixa faz parte da versão japonesa do álbum da banda “Map of the Soul: 7 ~The Journey~”.

Com direção de Takahiro Miki, Seus Olhos Dizem foi trazido para o Brasil pela Sato Company e estreia nos cinemas das redes Cinemark e Cinépolis na quinta-feira, 14 de outubro. Não se esqueçam que o uso de máscara segue sendo obrigatório nas salas de cinema (só pode tirar para comer). Não é obrigatório apresentar comprovante de vacinação, mas é sempre bom estar vacinado 😉

Lembrando que se vocês curtem assistir esse tipo de filme nos cinemas e querem mais do mesmo, é importante ir assistir, divulgar e mostrar uma boa recepção para o filme, assim as empresas veem que esse tipo de conteúdo dá retorno e investem em trazer mais produções para cá. Então para os fãs de romance, para a galera que curte produções japonesas (para os fãs do BTS, porque não), fica a dica!

Trailer oficial legendado:

Por: Letícia Vargas


LEIA TAMBÉM: Netflix: O Culpado, uma narrativa tensa

Siga @Nerdrecomenda nas redes Sociais

Facebook Instagram Twitter

Um comentário

Deixe seu Comentário

%d blogueiros gostam disto: