Terror - Nerd Recomenda

Dead by Daylight e a chance para o terror

Um jogo que traz de volta sua atenção para produções de terror e com jogabilidade fácil de pegar

 

Muitos games de terror chamam a atenção por suas histórias bem trabalhadas, outros por referenciarem alguns clássicos do gênero que conhecemos. Dead by Daylight (DbD) não se preocupa tanto em apresentar uma boa história, mas além de divertido, retoma traços de produções thriller que nos são familiares.

Acompanhei diversas lives de DbD no Youtube e na Twitch, pois gostei da proposta que o jogo traz, além dos elementos como cenário, gráfico, jogabilidade e personagens. Porém, mesmo com todas as transmissões vistas, ao segurar o controle para jogar, a sensação é totalmente de ansiedade e vontade de querer arrumar geradores.

Terror - Nerd Recomenda
Para fugir desse terror, os sobreviventes têm de consertar cinco geradores. Créditos: Behaviour Interactive Inc/ Divulgação

Lançado em 2016 e desenvolvido pela Behaviour Interactive, esse jogo de terror conta com uma história bem simples e fácil de entender. Uma entidade coloca pessoas em um mundo fechado junto com um assassino para matá-las. Essa entidade não é boa, mas no mínimo, dá chances para que os personagens possam fugir e sobreviver.

Para dar o play, pode se ter até cinco jogadores, sendo que apenas um será o assassino e os outros quatro sobreviventes. Estes sobreviventes terão de consertar cinco geradores e se soltar de armadilhas enquanto são perseguidos pelo assassino. Ao arrumar todos eles, os personagens devem abrir o portão e fugir daquele mundo. 

O que causa o terror neste game é a tensão que ele provoca. Os geradores devem ser consertados sem fazer barulho, e o jogador deve prestar atenção no ambiente e música de fundo que denuncia a aproximação do killer. A jogabilidade, porém, é fácil de pegar, já que não são muitos botões para realizar as ações.

O game exige concentração, rapidez, atenção, e uma boa dose de altruísmo ao ter de se preocupar também com seus companheiros de partidas, que podem acabar pendurados nos ganchos pelo assassino e necessitarem de ajuda para se curar.

Terror - Nerd Recomenda
Michael Myers, um personagem clássico do terror, está presente como um dos assassinos. Créditos: Behaviour Interactive Inc/ Divulgação

Quem curte produções de terror vai adorar ver alguns dos assassinos conhecidos do entretenimento. Exemplos como Ghost Face da franquia Pânico, Michael Myers de Halloween (na minha opinião e experiência, o mais difícil de se vencer, já que é silencioso e aparece de surpresa), e até mesmo o monstro da famosa série da Netflix de 2016, Stranger Things, Demogorgon. Os cenários também nos fazem lembrar os locais típicos do gênero de terror, como uma fazenda abandonada, um antigo hospital, uma cidade isolada, entre outros. 

As partidas podem ser jogadas entre amigos ou com pessoas aleatórias online, sendo que a cada início de jogo o cenário muda e os sobreviventes não sabem qual personagem killer irão enfrentar.

Um ponto negativo de DbD é a necessidade de se jogar com cada personagem sobrevivente para aumentar seus pontos e nível, já que eles não são passados de um personagem para outro. Acaba sendo necessário variar o sobrevivente, pois cada um possui uma habilidade diferente e útil no jogo.

Dead by Daylight é disponibilizado para PS4, mas para entrar em partidas com outros oponentes, é necessário assinar a plus do console, XBox One, ou pelo computador e notebook, contando com os requisitos mínimos para rodar, como Memória Ram de 8GB.

Leia Também: Canal SPACE exibe maratona da série “The Purge”

Siga @Nerdrecomenda nas redes Sociais

Facebook | Twitter | Instagram

Um comentário

Deixe seu Comentário

%d blogueiros gostam disto: