Makoto Shinkai

Filmes de Makoto Shinkai para emocionar – Parte 1

Lista com produções realmente prazerosas para os olhos

As obras cinematográficas do diretor Makoto Shinkai são muito conhecidas e apreciadas, principalmente pelo cuidado e beleza artística das animações (só de ver o trailer, você já consegue distinguir que a obra é dele).

Makoto Shinkai
Makoto Shinkai

Ainda que seja considerado “novo” na indústria do cinema, muitos críticos o proclamam como “o novo Miyazaki” (Hayao Miyazaki, co-fundador dos estúdios Ghibli e com diversas obras de sucesso).

As obras de Makoto Shinkai são, em sua maioria, romances focados na ideia de distância entre as pessoas, física e/ou emocional. Dessa forma, ele trabalha bastante com linguagem corporal e cenas sem diálogo, focando só no cenário.

Por essas, existem os que consideram a história de algumas obras fracas, em comparação com a arte e trilha sonora, mas nada que afete a experiência de assistir os filmes (eu mesma posso achar que uma ou outra história deixa um pouco a desejar, mas se lançar algum filme desse carinha, eu vejo, sem hesitar).

Makoto Shinkai possui 6 obras de destaque que quero compartilhar, de forma que, para não transformar esse texto em uma bíblia, vou dividí-lo em duas partes. Sem mais enrolação, vamos aos 3 primeiros filmes, por ordem de lançamento:

1 – Kumo no Mukou, Yakusoku no Basho – 2004 (“O Lugar Prometido em Nossa Juventude”, em pt)

Makoto Shinkai

A história se passa em um Japão dividido em norte e sul após uma longa guerra (tipo as Coreias), Hiroki Fujisawa e Takuya Shirakawa são amigos e, coincidentemente, gostam da mesma colega, Sayuri Sawatari. Todavia, o foco da história é a misteriosa torre gigante construída na divisa entre o norte e sul do Japão.

Nossos amigos sonham em visitar a torre e resolvem construir um pequeno avião para isso (como trabalham numa fábrica de mísseis, fica mais fácil pegar equipamentos e peças, né). Eles acabam contando o plano para Sayuri, que se anima e resolve que vai com eles.

O tempo passa, a guerra vai se aproximando e os três acabam se separando, seguindo cada um seu próprio rumo. O sonho vai se tornando mais distante e você fica se perguntando o que aconteceu que separou essa galera? É o fim do sonho?

2 – Byõsoku 5 Senchimetoru – 2007 (“5 Centímetros por Segundo”, em pt)

Esse filme foi dividido em 3 partes que contam a vida de Takaki Tohno seguindo caminhos que o separam de seu grande amor, Akari Shinohara:

Steam Community :: :: 5 Centimeters per Second

Na primeira parte, Akari é transferida para a escola fundamental de Takaki e, logo em seguida, eles se tornam grandes amigos, até que perto da época de formatura, Akari tem que se mudar novamente, por conta do trabalho dos pais.

Takaki e Akari seguem se contatando por cartas, mas logo elas param de chegar. Com alguns outros fatores, Takaki percebe que eles nunca se reencontrarão.

As outras duas partes do filme também contam encontros e desencontros de Takaki, em relação à vida amorosa, mostrando que nem tudo se resume ao “final feliz” e algumas relações não foram feitas para durar.

O mundo muda e as pessoas também. A “lição” (se é que se pode chamar de lição), é que o filme termina da mesma forma que alguns relacionamentos, de forma abrupta, sem conclusão e os envolvidos de coração partido.

Calma gente, parece meio depressivo, mas eu realmente acredito que vocês deveriam assistir (com direito a ótimos wallpapers depois!).

3 – Hoshi o Ou Kodomo – 2011 (“Viagem Para Agartha”, em pt)

Asuna cresceu praticamente sozinha, já que seu pai morreu e sua mãe trabalha como enfermeira em um hospital. Sua única diversão é ouvir músicas misteriosas que saem de um receptor, lembrança de seu pai.

Animated gif about cute in Animation Movies 📼 by Hokoriwa
Tudo normal aqui, não?

Um belo dia, ela encontra uma criatura horrível e é salva por um jovem misterioso, Shun. Como agradecimento, Asuna cuida de seus ferimentos e Shun lhe dá uma benção.

A protagonista descobre que esse jovem veio de um mundo subterrâneo, chamado Agartha, em busca de algo. Até aí tudo tranquilo, se não fosse o fato de uma organização militar estar buscando a entrada para esse mundo.

Asuna e seu professor, Ryuji, partem para Agartha, em busca do “Portal da Vida e da Morte”, capaz de trazer pessoas de volta à vida. Assim como “O Lugar Prometido em Nossa Juventude”, esse filme tem uma pegada bem mais de fantasia, onde podemos acompanhar a aventura dos personagens por esse mundo desconhecido. Será que eles encontram aquele portal? Será que eles o usam?

Para fechar essa primeira parte, deixo essas três indicações para quem se interessar a conhecer o trabalho de Makoto Shinkai ou mesmo para quem já é familiarizado com suas obras, reassistir os filmes por outras perspectivas, por que não?

Por: Letícia Vargas

Referências sobre Makoto Shinkai (é sempre importante dar os créditos para quem merece):

Aiy5022 (2017). “Makoto Shinkai – Beauty Creates Emotion” (em inglês)

LEIA TAMBÉM: 8 mangás que pedem versão para anime

Siga @Nerdrecomenda nas redes Sociais

Facebook | Twitter | Instagram

3 Comentários

Deixe seu Comentário

%d blogueiros gostam disto: