A Bela e a Fera

Releitura de A Bela e a Fera: Corte de Espinhos e Rosas

corteespinhosrosas_nerdrecomenda
Livro Corte de Espinhos e Rosas (Foto: Divulgação)

O livro “Corte de Espinhos e Rosas” é uma ótima releitura de um dos contos de fadas mais icônicos da história, A Bela e a Fera. Mesmo recontando uma fábula tão famosa, a autora Sarah J. Maas dá seu toque especial e traz mudanças importantes, como por exemplo, o público alvo do livro. Ao invés de ser voltado para crianças, a obra é mais indicado para adolescentes e jovens.

A história também se passa entre uma vila pobre e uma corte, com personagens humanos e a presença de seres místicos, os feéricos. Após séculos de guerras e escravidão entre os dois povos, a paz se forma entre eles.

Entre os protagonistas da obra temos Feyre, filha caçula de um mercador, que se vê obrigada a sustentar a família após a falência do pai. Para isso, ela aprende a caçar sozinha e todos os dias vai à floresta, onde poucos tem coragem de entrar, com o objetivo de tentar matar algum animal para vendê-lo e comprar alimento.

Porém nem todos os dias ela tem sorte com a sua caça, e por morar em uma vila pobre, consegue pouco com cada venda. Por isso, todos da família vivem com fome e não dispõem de quase nenhum bem. Inclusive, a situação é tão difícil que as irmãs dormem na mesma cama. E você acha que a Feyre recebe um obrigado quando retorna da sua aventura diária? Nãooo, coitada, a mocinha sofre bastante.

Do outro lado está Tamlin, um jovem guerreiro muito rico e dono de um título importante. Mas dessa vez, o mocinho não é um príncipe como a Fera, mas um Grão Senhor da Corte Feérica da Primavera.

*Só uma explicação antes de continuarmos, o mundo místico de Tamlin é dividido entre diferentes cortes, e cada uma delas é comandada por um Grão Senhor diferente.

Voltando para Tamlin, ele vive apenas com seus serviçais em um castelo, bem longe da terra dos humanos. Assim como o príncipe Adam, ou melhor, a Fera, ele também foi amaldiçoado, mas não para ser uma fera. Sua aparência de besta se mantem por conta da sua magia e a usa para assustar seus inimigos. Em a Bela e a Fera, todos viraram móveis, mas nessa obra, “Corte de Espinhos e Rosas”, Tamlin e seus súditos vivem há muitos anos mascarados. Entretanto, não são máscaras de pano, parecidas com que a gente começou a usar nos últimos meses, mas sim, a forma de um animal.

O início do novo conto a Bela e a Fera

Os protagonistas se encontram depois que Freyre mata um dos amigos de Tamlin. A garota estava na floresta, como sempre fazia, em busca de alimento, e avista um lobo tentando atacar sua caça. Mesmo o animal tendo uma aparência diferente, meio mágica, Freyre joga uma flecha, de uma madeira especial, o matando instantaneamente. A notícia da morte chega rápido aos ouvidos de Tamlin, que vem requerer a vida dele, pela vida da Freyre.

Mesmo com raiva, ele não a mata, mas a leva como prisioneira, um pouco diferente de como acontece em A Bela e a Fera. Na versão conhecida, Bela se oferece para ficar como prisioneira no lugar no pai, dessa vez a nova Bela vai forçada para esse reino. No início, Freyre se vê presa e preocupada com o sustento da família. Ao longo dos capítulos, ela começa a se aproximar e apaixonar por sua fera. Do outro lado, acontece a mesma coisa, a Fera se apaixona, mesmo que contrariado, porque para ele, os humanos pertencem a uma classe inferior.

Com toda a certeza a personagem feminina é a minha favorita, nas duas versões de A Bela e a Fera. Na “Corte de Espinhos e Rosas”, Freyre é forte, determinada, não leva desaforo para casa, mas não é uma leitora voraz como a Bela. Pelo contrário, ela não sabe ler (foi bem triste saber isso, afinal a leitura está entre os meus hobbies preferidos).

belaeafera_nerdrecomenda
Imagem do filme A Bela e a Fera (Foto: Divulgação Disney)

Nessa história, a protagonista gosta de pintar, e quando passa a praticar a atividade com frequência, se mostra muito talentosa.

Tamlin, assim como a Fera clássica, é um personagem bem sufocante, muito nervosinho, controlador e abusivo. Ele se apaixona de verdade por Freyre, mas conquistá-la sempre fez parte de seus planos, afinal, só ganhando o amor de uma humana faria com que a maldição de sua corte acabasse.

Principais diferenças entre as histórias da A Bela e a Fera e a Corte de Espinhos e Rosas

Aventura, guerra e mundo mágico são as principais diferenças entre as histórias. Além disso, encontramos outros elementos novos na nossa versão de A Bela e a Fera, como a falta de coragem e proteção do pai de Bela, a existência das irmãs da Freyre, a diferença de estilo de vestimenta, etc. Entretanto, pessoalmente, a principal e mais importante diferença entre as duas histórias é o final do livro. O simples “eu te amo” não quebra a maldição que se abate sobre a corte de Tamlin.

Se você se interessou por essa obra, tenho uma boa notícia! A autora escreveu mais dois livros e um conto para completar essa saga. Você vai se encantar por um universo distinto em outra saga best-seller da autora, responsável pela história “Trono de Vidro”.

seriecorteespinhoserosas_nerdrecomenda2
Livros na sequência da série (Foto: Divulgação)

Texto produzido por Rebecca Vettore (@rebeccavettore).

Classificação: 4 estrelas

Leia também: Jojo Moyes lança continuação da série Como eu era antes de você

Siga @Nerdrecomenda nas Redes Sociais
Facebook Twitter Instagram

Deixe seu Comentário

%d blogueiros gostam disto: